Mara Maravilha diz que programa de Galisteu é mentiroso e antiético

Mara Maravilha soltou os cachorros na Band.

Na edição do ?Muito +? desta quarta-feira (15), Mara Maravilha foi convidada para sentar no ?laranjão? de Adriane Galisteu. A cantora evangélica esteve no palco do programa da Band para falar sobre os momentos marcantes de sua carreira.


Mara Maravilha diz que programa de Galisteu é mentiroso e antiético

Enquanto assistia a um VT que relembrava sua trajetória profissional, Mara não fez questão de disfarçar seu descontentamento com o que via e ouvia. A matéria destacou manchetes como: ?Mara Maravilha confessa na TV que já usou drogas? e ?Mara Maravilha tenta se matar?, entre outras.

A reportagem citou ainda com quantos anos Mara perdeu sua virgindade. ?Foi aos 17 anos com um homem oito anos mais velho?, afirma o narrador. ?E aos 20 anos, também namorando um rapaz mais velho, ela engravidou e logo em seguida abortou?, completa.

Atualmente casada e tocando uma carreira na música gospel, Mara Maravilha iniciou sua fala no ?Muito +? com uma bronca ao vivo destinada à produção do programa: ?Sou uma pessoa tranquila, mas confesso que agora minha mão ficou gelada ao ver esse VT. Achei de muito mau gosto, mentiroso e antiético?.

?Se fosse a Mara de antes, eu sairia do palco e abriria um processo contra a TV Bandeirantes?, declarou a convidada, que tratou de explicar como se sente atualmente: ?Hoje sou um ser humano extremamente carente de Deus, mas é justamente essa carência que me torna uma pessoa maravilhosa?.

Desmentindo uma das notícias que saíram na imprensa, Mara explicou que ?sofreu? um aborto e não ?fez? um aborto como foi publicado na época. Já sobre uma possível dependência de álcool no passado, ela afirmou que nunca foi alcoólatra. ?Já usei drogas consideradas medicamentos para emagrecer?, frisou a morena.

Para quem ainda tem dúvidas, Mara Maravilha ressaltou que continua cantando louvores a Deus: ?Eu sou apaixonada pela bíblia, continuo a lançar meus CDs e DVDs. Ultimamente tenho frequentado bastante a Igreja Batista, onde tenho tido bastante espaço para divulgar meu trabalho gospel?.

Quando recebeu o convite para participar do ?Muito +?, de Galisteu, Mara disse ter sido proibida pela produção de falar sobre alguns assuntos religiosos. ?Quando eu me propus vir, já sabia do que eu não poderia dizer aqui?, disparou ela.

Sobraram farpas até para os formadores de opinião que, segundo Mara, possuem uma necessidade de diminuir o trabalho dos artistas em troca de fama: ?O brilho de cada pessoa só quem tira é Deus! Tudo passa, menos a palavra do Senhor?.

Fonte: Na Telinha