Marcos Pasquim: "Usei Viagra e fiquei de prontidão por 2 horas"

Marcos Pasquim: "Usei Viagra e fiquei de prontidão por 2 horas"

"A experiência foi boa. Você não precisa de estímulo. Usei e fiquei de prontidão por duas horas", conta, aos risos

Com fala de pegador - "Fazer o quê, né?", ele diz - Marcos Pasquim contou em entrevista que, assim como seu personagem Gilson, em "Cheias de Charme", ele também assumiria a paternidade se aparecesse um filho tardiamente. Recordista do horário das sete, o ator diz que toda a sua vaidade - ele malha, faz spinning e fez recentemente um transplante capilar - é em nome da profissão. No papo, o ator confidenciou que já foi traído, que já teve algumas "ex-mai love" que não valiam nem mesmo R$ 1,99 e que já tomou Viagra. "A experiência foi boa. Você não precisa de estímulo. Usei e fiquei de prontidão por duas horas", conta, aos risos, o sempre simpático Marcos Pasquim.

eu personagem em "Cheias de Charme" encontrou um filho tardiamente e assumiu a paternidade sem ao menos pedir DNA. Você assumiria um filho nessas condições?

Eu assumiria um filho, sim, mas não nessas condições. Eu pediria exame de DNA. No caso da novela, não sou eu quem escrevo. O Gilson é um cara muito romântico.

Seu nome é Marcos Fábio de Prudente. De onde surgiu o sobrenome Pasquim?

Surgiu em São Paulo. O apelido veio do jornal "O Pasquim" mesmo. Eu tinha 8 anos. Eu gostava de ler o jornal, tinha um amigo que também lia e me chamava de Pasquim. Eu era muito brincalhão, gostava de imitar as pessoas, imitava muito o Jerry Lewis.

Existe um vídeo da década de 1980 que circula na Internet em que você aparece no grupo musical Explosão, cantando a música "Olhar 43", do RPM. Você ainda canta e dança?

(Risos). Não pratico mais, né?

O Gilson e mais dois personagens estão disputando a Penha (Taís Araújo). Você já disputou uma mulher com outro homem?

Já! Claro! É normal. E ganhei a disputa, hein?! Eu estava em primeiro lugar. Era uma ex-namorada minha e um amigo meu também gostava dela. E eu ganhei a parada (risos).

E você já foi disputado?

Acho que sim, mas não dá pra saber ao certo.

Você dá aulas de surfe em "Cheias de Charme". Você sabe surfar? Costuma pegar onda?

Eu tenho um dublê na novela. É ele quem pega as ondas. Tentei surfar, mas não é dos meus esportes favoritos. Até ficava em pé na prancha, mas só ia pra frente, na direção da areia.

Você já disse uma vez que queria chegar ao horário nobre, o da novela das nove. Esse ainda é um desejo seu?

Isso não depende de mim. São os autores que me chamam. Como sou da Globo, eu faço o trabalho para o qual sou escalado.

Que personagem você ainda tem vontade de fazer na televisão?

Quero fazer tudo o que estiver ao meu alcance. Como ator, a gente espera por um trabalho onde a gente possa criar, inventar, montar. E o vilão é bom pra isso, o leque de características dele é muito grande.

Tem algum vilão que você admira?

A Carminha, claro! Adriana (Esteves) tá destruindo tudo. Eu tinha parado de ver novela, mas "Avenida Brasil" voltou a me dar esse desejo de ficar em frente à TV.

Ainda sofre de Agorafobia (medo de espaços abertos e multidão)?

Já tive. Me mediquei, consultei psicólogo e tal. Hoje, posso dizer que estou curado.

Chegou a ter a Síndrome do Pânico?

Agorafobia é um princípio de Síndrome do Pânico, mas não tive.

Você fez implante capilar no ano passado, né?

Me submeti a um transplante capilar no ano passado. Tirei cabelos da parte de trás para colocar na frente.

E chegou a fazer algum tipo de tratamento antes?

Tomei medicamentos que impedem a queda. Mas só impedem, não fazem nascer cabelos. Eu fiz isso também pelo meu trabalho. Se eu fizer um personagem careca, eu raspo o cabelo e fica tudo certo. Mas se eu for careca e tiver um personagem cabeludo, a peruca soa falsa.

Você já tomou Viagra?

Já, e posso dizer que a experiência foi boa. Você não precisa de estímulo. Usei e fiquei de "prontidão" por duas horas.

E se futuramente precisar, vai tomar de novo?

Claro!

Você é mesmo apaixonado por motos?

Sou motociclista desde os 9 anos. Já dava umas voltinhas ainda garoto. Mas não sou fissurado, só tenho uma moto na garagem.

Dá trabalho estar sempre em forma?

Sempre fui esportista. Para ter qualidade de vida e porque preciso do meu corpo, esse é o meu trabalho. Vou à academia uma ou duas vezes por semana, faço spinning, jogo golfe e também corro de kart.

Você tem alguma "ex-mai love" que não valha nem R$ 1,99?

Tenho, claro! Mas ainda bem que são poucas.

Já foi traído?

Com certeza.

Com certeza?

Sim, eu sei que fui.

Você já disse que tem cara de cafajeste...

Não! Na verdade, me deram esse apelido na época em que eu era modelo.

Ah, mas você tem fama de pegador?

Bom... Fazer o quê, né?

Fonte: IG