Médico das estrelas da TV, Malcolm fala de qualidade de vida em THE

Em suas conferências, ele aborda assuntos relevantes, como sexualidade e família de forma leve e de fácil entendimento

Médico e ginecologista das principais estrelas da televisão brasileira, o médico Malcolm Montgomery estará em Teresina para participar da 59ª Conferência Distrital do Distrito 4490 do Rotary Internacional, que será aberta amanhã, no Rio Poty Hotel. O médico vai proferir a palestra-show ?Paixão, poesia e êxtase?, na sexta, à tarde.

Para Malcolm Montgomery fazer medicina foi uma opção muito consciente e a ginecologia aconteceu como conseqüência da dificuldade que ele tinha em lidar com a morte. Já para o médico, essa especialidade é o oposto, significa a própria vida.

Aos 28 anos, já pós-graduado, percebeu que tudo o que havia aprendido, não lhe dava instrumentos para ajudar as mulheres. Para exercer melhor a Medicina chegou à conclusão da necessidade de um profundo autoconhecimento, o que despertou o interesse pela Psicologia. Assim, ele conseguiu aliar a técnica moderna à humanização, trabalhando uma medicina que aborda a mulher e não só o aspecto da doença. "Não sabia lidar com assuntos importantes como cólicas menstruais, infertilidade, dores, tensão pré-menstrual, problemas sexuais, aborto, falta de desejo, orgasmos, enfim, problemas nem sempre resolvidos com medicamentos".

Malcolm especializou-se na Suíça e no Brasil, iniciando trabalhos sobre psicossomática em Ginecologia, dando aulas, cursos e palestras, escrevendo artigos, sendo consultor de diversas revistas e participando de programas de televisão, sempre com o objetivo de ajudar a esclarecer as pessoas sobre esses assuntos.

Segundo o profissional, a Medicina deve atuar nas áreas da psicanalítica e comportamental, aceitando uma nova abordagem que, na Europa, refere-se ao psicossomático, que consiste em diagnosticar considerando situações que também exercem influência no organismo, como a cultura, história, religião, situação econômica, ligações amorosas e educação".

Pai de Christian e Robert, Malcolm mantém uma boa relação com os filhos e depois da separação escreveu um livro sobre a paternidade. Nessa época, ministra cursos pré-natais para gestantes e futuros pais. A obra foi como o desabafo de um pai separado.

Posteriormente, com 23 anos de experiência como médico ginecologista, ele publicou um livro dedicado à mulher. É uma obra polêmica que trata dos três opressores a quem a mulher está sujeita: o homem em relação ao poder econômico, a sociedade em relação ao terrorismo moral e estético e a própria natureza no seu sistema reprodutivo.

Malcolm gostou da experiência de escritor e já publicou as obras ?O Novo Pai?, ?Toques Ginecológicos?, ?Dezamores?, ?Mulher?, ?A Flor da Pele?, ?Mulher e seus Hormônios, Enfim em Paz? e ?...E Nossos Filhos Cantam as Mesmas Canções?.

Em razão do sucesso dos livros e a satisfação das pacientes, Malcolm Montgomery enveredou por outros caminhos e tornou-se palestrante respeitado no Brasil. Em suas conferências, ele insere no conteúdo música e imagens e aborda assuntos relevantes, como sexualidade e família de forma leve e de fácil entendimento. Seu objetivo é melhorar a vida das pessoas através de uma medicina clara e acessível.

Fonte: Isabel Cardoso, Jornal Meio Norte