Mulher de Carlinhos Cachoeira diz que não fará ensaio para revista Playboy

Mulher de Carlinhos Cachoeira diz que não fará ensaio para revista Playboy

A informação sobre o ensaio da empresária foi confirmada pelo editor da “Playboy”, Sérgio Xavier,

A empresária Andressa Mendonça, mulher de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, disse na manhã desta sexta-feira (20), por meio de nota, que não posará para a revista ?Playboy?. No texto, ela afirma que recebeu o convite para conceder uma entrevista à coluna ?Mulheres que Amamos?, mas negou a realização ?de ensaios fotográficos envolvendo qualquer tipo de nudez?. Ela ainda informou que qualquer conversação sobre o assunto para a publicação foi interrompida.

A informação sobre o ensaio da empresária foi confirmada pelo editor da ?Playboy?, Sérgio Xavier, por e-mail enviado na quinta-feira (19). Segundo ele, Andressa não apareceria nua nas imagens, mas usando lingerie. Ainda de acordo com o editor, as fotos seriam feitas na próxima semana, no Rio de Janeiro.

Andressa ressaltou que ?por decisão familiar, decidiu interromper qualquer tipo de conversação para realizar a entrevista?. ?Meu interesse maior é preservar a intimidade e a serenidade da minha família e, em especial, dos meus filhos?, destacou na nota.

Em novo contato com nesta sexta-feira, também por e-mail, Sérgio Xavier disse que ?nunca houve mesmo qualquer conversa sobre ensaio e a ideia era fazer uma foto e entrevista para abrir a seção ?Insiders? da revista?. O editor ressaltou, ainda, que ?nessa seção, as mulheres estão sempre vestidas?.

Andressa também ressaltou que ?jamais houve qualquer tipo de negociação ou assinatura de contrato para a realização de fotos em conformidade com a linha editorial da revista?. Apesar da negativa sobre o ensaio, ela diz não ter ?qualquer tipo de julgamento ou restrição moral com quem opte por realizar ensaios de qualquer natureza artística para publicações de qualidade reconhecida, como o caso da revista Playboy. No entanto, este não é caminho que optei por atuar em minha vida profissional?.

"Musa"

A empresária ficou nacionalmente conhecida em 2012 após a deflagração da Operação Monte Carlo, que desarticulou a quadrilha comandada por Cachoeira, a qual explorava jogos ilegais e corrupção em Goiás e no Distrito Federal. Durante a Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou o caso, ela recebeu o título de "musa da CPI".

Andressa foi denunciada, meses depois, pelo juiz federal Alderico Rocha Santos por uma suposta tentativa de suborno para beneficiar o marido, que até então estava preso. Ela chegou a ser detida pela Polícia Federal, mas pagou fiança de R$ 100 mil e foi liberada.

Após deixar a prisão, Carlinhos Cachoeira oficializou a união com Andressa Mendonça, em dezembro do ano passado. O casamento foi realizado no condomínio de luxo onde moram, em Goiânia, com a presença de familiares e amigos.

Confira íntegra da nota de Andressa Mendonça:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

"Diante do que tenho acompanhado pela imprensa acerca da notícia de que teria recebido um convite para posar na Revista Playboy, da Editora Abril, cabe-nos dar transparência aos fatos. Por conta da difusão desta informação inverídica e leviana, gostaríamos de registrar que:

1. Recebi com naturalidade o convite para conceder uma entrevista destinada à coluna ?Mulheres que Amamos? - da revista Playboy - sem a realização de ensaios fotográficos envolvendo qualquer tipo de nudez;

2. Diante do exposto e da reação de parte da imprensa em noticiar inverdades, por decisão familiar, decidi interromper qualquer tipo de conversação para realizar a entrevista. Meu interesse maior é preservar a intimidade e a serenidade de minha família e, em especial, meus filhos.

3. Reafirmo que jamais houve qualquer tipo de negociação ou assinatura de contrato para a realização de fotos em conformidade com a linha editorial da revista.

4. Afirmo que nunca conheci o editor da revista Playboy, Sr. Sérgio Xavier.

5. Ressalto que sou empresária, mãe e esposa. Como mulher, devo destacar que não tenho qualquer tipo de julgamento ou restrição moral com quem opte por realizar ensaios de qualquer natureza artística para publicações de qualidade reconhecida, como o caso da Revista Playboy. No entanto, este não é caminho que optei por atuar em minha vida profissional. Sigo apostando na valorização da mulher como agente ativo de transformação social e não um instrumento a ser utilizado de forma estigmatizada em um mundo machista em todos os setores de

atuação profissional.

Para finalizar, agradeço aos que não se renderam ao sensacionalismo de parte desta imprensa que insistiu na veracidade desta notícia.

Andressa Mendonça".

Fonte: G1