Mesmo com venda de tesouro, Clodovil ainda vai dever na praça

Leilão acontece nesta quinta-feira (12) nos Jardins, em São Paulo


Mesmo com venda de â??tesouroâ??, Clodovil ainda vai dever na praça

Nem mesmo o leilão e a pretensão de venda das 158 peças de valor de Clodovil Hernandes será suficiente para pagar toda a dívida deixada pelo estilista e os gastos de manutenção de seu patrimônio. A informação é da advogada e amiga do ex-deputado federal Maria Hebe Pereira de Queiroz, responsável pela administração e manutenção dos bens.

? A estimativa dos leiloeiros é de arrecadar uns R$ 100 mil e poucos. Pode dobrar pelo Clodovil ter sido um homem famoso. Devo cerca de R$ 350 mil, não acredito que consiga tanto dinheiro para pagar tudo que preciso.

Segundo Maria Hebe, o dinheiro das vendas deverá ser vendido no leilão desta quinta-feira (12) às 21h, na Casa 8 Leilões, nos Jardins, zona oeste de São Paulo, será possível pagar parte das dívidas e ajudar nos gastos de manutenção do patrimônio.

? O que arrecadar no leilão será gasto em coisas corriqueiras. Preciso pagar os funcionários que cuidam das casas de Cotia e Ubatuba, a manutenção do cemitério do Morumbi, onde ele foi enterrado e algumas ações movidas por ex-funcionários.

Caso seja arrecadado um valor bem mais alto que o estimado, a advogada afirma que irá pagar a dívida de cerca de R$ 240 mil que tem com Marta Suplicy. Em 2004, a senadora ganhou uma ação contra o estilista, que na época foi fixado em R$ 80 mil.

? Faço questão de pagá-la e farei isso.

Famoso atrai mais dinheiro

Por ter sido um homem famoso e polêmico, a venda dos objetos de Clodovil Hernandes poderá trazer mais lucros do que um leilão comum, de acordo com o organizador Ulisses Barbosa da Silva.

? Teremos 158 peças em exposição. Em um leilão normal, vendendo 100% dos objetos poderíamos arrecadar de R$ 80 a R$ 100 mil. Como ele foi uma pessoa pública, calculamos o dobro.

Segundo Silva, a expectativa é de que pelo menos 200 pessoas participem do leilão. A maior parte dos objetos tem lances mínimos livres. Mas há outros, como por exemplo um baú da marca francesa Louis Vuitton, que se comprado em uma loja não sairia por menos de R$ 40 mil, de acordo com Silva.

Qualquer pessoa interessada poderá participar do leilão, que acontece a partir das 21h desta quinta-feira. De acordo com o organizador, basta preencher o cadastro com alguns dados no site da Casa 8 Leilões ou pessoalmente no local.

Fonte: R7, www.r7.com