Ministério Público denuncia suspeito da morte de modelo

Ministério Público denuncia suspeito da morte de modelo em Ponta Grossa


Ministério Público denuncia suspeito da morte de modelo no PR
O Ministério Público do Paraná apresentou uma denúncia contra o suspeito da morte da modelo Agda Fátima Rocha, ocorrida no Núcleo Pimentel, em Ponta Grossa, no dia 19 de setembro deste ano. O documento foi protocolado na quinta-feira (6) e encaminhado para a 3ª Vara Criminal de Ponta Grossa, na sexta-feira (7).

O vendedor de 21 anos, denunciado no processo, está preso desde o dia em que a modelo morreu. Segundo a polícia, o rapaz invadiu a casa da jovem durante a madrugada, logo após conhecê-la em um bar. Depois de tentar violentá-la, ele teria a sufocado com um travesseiro.

No processo do MP o suspeito é acusado de homicídio duplamente qualificado. No entendimento do promotor, ele teria matado a vítima porque ela reagiu à tentativa de estupro. Os laudos do Instituto Médico-Legal (IML) que devem apontar a causa da morte da modelo ainda não estão prontos.

A defesa do principal suspeito pediu a liberdade provisória, na segunda-feira (3), mas não obteve resposta.

Relembre o caso

A modelo Agda de Fátima Rocha , de 21 anos, foi encontrada morta dentro de casa na manhã de segunda-feira (19) no Núcleo Pimentel, em Ponta Grossa, a 115 km de Curitiba. A mãe da jovem encontrou a filha morta na cama, com vários hematomas nas pernas e no rosto, quando chegou do trabalho, por volta das 9h. Na tarde do mesmo dia, o suspeito do crime foi preso.

A polícia afirma que o vendedor ainda tentou forjar um latrocínio (assalto seguido de morte), revirando os móveis da casa e roubando o celular dela, depois de matá-la.

A jovem conheceu o suspeito do crime na noite anterior, em um bar do Centro da cidade, onde ela estava acompanhada de uma amiga. Depois dela passar mal por ingerir bebida alcoólica, o rapaz teria oferecido carona e levado ela pra casa. Na madruagada, ele voltou a casa dela e arrombou a porta dos fundos. Ao encontrar a garota na cama, ele teria tentado manter relação sexual.

Fonte: G1