Mulher sofre acidente em "pole dancing" e fica paralítica

Nove meses após o acidente, Debbie ainda se comunica apenas movimentando os olhos e precisa de ajuda de um aparelho para respirar.

Um britânico está fazendo campanha para arrecadar recursos para o tratamento da sua esposa, que ficou paralítica após um acidente enquanto fazia "pole dancing", uma dança sensual em mastros de metal.

Debbie Plowman, de 32 anos, que tem dois filhos, sofreu danos permanentes na coluna enquanto realizava um exercício em uma aula de "pole dancing" em dezembro do ano passado.

Em entrevista ao jornal The Press, da cidade inglesa de York, onde a família mora, o marido de Debbie, Chris, disse que ela estava pendurada no pole de cabeça para baixo a apenas um metro do chão quando caiu.

"Por sorte, uma das amigas dela é enfermeira e a socorreu na hora, caso contrário acho que ela teria morrido", disse Chris Plowman ao jornal. Ele conta que sua esposa praticava "pole dancing" há dois anos.

Nove meses após o acidente, Debbie ainda se comunica apenas movimentando os olhos e precisa de ajuda de um aparelho para respirar. Ela está internada em um hospital na cidade de Sheffield, no norte da Inglaterra.

A família lançou uma campanha para tentar transferi-la para uma unidade de tratamento mais perto de York. Parte do dinheiro também será doada à UK Spinal Research, instituição que promove pesquisas sobre coluna vertebral.

Fonte: Terra