Grupo de funk "As Mexicanas" dá dicas para Fred sair da seca de gols hoje

As musas deram dicas para que o pegador do Fluzão volte a colocar a bola para dentro hoje, contra o México, no jogão das 16h.

Fred planejava marcar em todas as partidas da seleção, mas já não corre pro abraço há dois jogos ? nem contra o Japão ele fez a alegria da galera. A seca estaria ligada ao confinamento da concentração, imposta pelo comandante Felipão? As musas deram dicas para que o pegador do Fluzão volte a colocar a bola para dentro hoje, contra o México, no jogão das 16h.



O grupo de funk As Mexicanas já mandou a letra. Desinibidas, as gatas sugeriram um showzinho particular para o craque.

? Ele precisa de uma festa, se distrair com a gente dançando bem sensual dentro daquela prisão ? propôs a ruiva Amanda Miury, afirmando que só carinho não bastaria para tirar o cara do tédio: ? Faríamos uma música só pra ele, toda especial.

Para Bianca Leão, musa do Brasileirão e do Fluminense, Don Fredón está sentindo falta de um rabo de saia e precisa jogar menos videogame com os colegas:

? O Fred tem fama de pegador, então a falta de mulher está deixando ele desconcentrado. Se ele sair um pouco para ver as pessoas, distrair a cabeça, sai um gol.

E elas realmente resolveram culpar Felipão. A musa dá o conselho:

? Ele tem que deixar os jogadores darem uma voltinha na praia, pra eles relaxarem e dar uns beijinhos na mulherada. Coisinha leve, senão vai acabar virando bagunça...

A solução de Fred pode estar dentro da própria concentração, e não na rua com a mulherada, como Bianca sugeriu ao camisa 9. Eleita a musa da Copa das Confederações pela revista ?Sexy?, Aline Bernardes acredita que o jogador pode se distrair com a internet, sem quebrar as regras.

? Como o Felipão não vai dar aquela liberadinha pra galera sair, eu diria pro Fred usar a internet, lá tem bastante coisa pra ver... Ele também pode usar a imaginação ? ensina.



Mas é preciso ter cuidado. Fred não vai poder ficar assim tão à vontade no quarto, segundo Aline:

? Tem que ver quem é o companheiro dele, para não ser dedurado.

Entre conquistas dentro e fora de campo, Don Fredón pode provar hoje, contra o México, que o amor à bola continua de pé...

Fonte: Extra