"Não tenho muita maturidade para o casamento", diz Cleo Pires em coletiva

Cleo também foi perguntada sobre casamento durante o lançamento do longa, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, 12.

Durante a coletiva de lançamento do seu mais novo filme, "O tempo e o vento", no Rio de Janeiro, Cleo Pires contou como o longa a influenciou. "Ele estimulou o meu instinto de maternidade", afirmou a atriz, que namora o ator Rômulo Neto.

Cleo também foi perguntada sobre casamento durante o lançamento do longa, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, 12. "Não tenho muita maturidade para casamento", disse ela. A atriz já namorou João Vicente de Castro, atual namorado de Sabrina Sato, durante dois anos.

No lançamento do filme em São Paulo, Cleo contou que não pensa em subir ao altar com o atual namorado. "Eu gosto da ideia de compartilhar a vida com alguém, mas não tenho cacife para isso", disse.

O longa, livremente baseado na obra de Erico Veríssimo e dirigido por Jayme Monjardim, estreia no próximo dia 27 e conta com Fernanda Montenegro, Paulo Goulart, José de Abreu, Vanessa Lóes e Luiz Carlos Vasconcelos no elenco.

Cleo também falou sobre a resistência em aceitar interpretar Ana Terra, papel vivido pela mãe, Glória Pires, na minissérie homônima exibida pela Globo em 1985. "Tinha um trauma para aceitar, demorou. Foi muito difícil ver a minha mãe fazendo esse papel, ela (a personagem) sofreu muito", lembrou. Cleo ainda revelou que a mãe já assistiu ao longa e que adorou.

Antes de "O tempo e o vento", Cleo já havia sido convidada para fazer outros papeis, que a mãe já havia interpretado anteriormente. Perguntada por que ela aceitou dessa vez, Cleo afirmou: "Porque eu achei que eu podia".

Durante a conversa, a atriz também lembrou de quando foi convidada para fazer a novela "Cabocla", também dirigida por Jayme Monjardim. Na versão mais antiga da trama, Glória Pires tinha vivido o papel principal, a personagem Zuca. "Fazer uma protagonista era muito pesado para mim", disse Cleo. "Tinha feito o filme "Benjamin" e fiquei assustada com o que a "coisa" de ser atriz envolvia e todo o por trás fo cargo", afirmou ainda.

"Uma mocinha pode ser comportada e ter gênio forte. O meu critério não é se ela é mocinha ou não, a questão é a energia que a personagem tem", acrescentou.



Fonte: EGO