Netinho recebe alta da UTI e será transferido para quarto de hospital

Netinho recebe alta da UTI e será transferido para quarto de hospital

Ele está internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

O cantor Netinho recebeu alta da UTI nesta sexta-feira (24) e vai ser transferido para o quarto durante a tarde, de acordo com o médico Roberto Kalil Filho, responsável pelo tratamento.

A transferência ocorre após quase um mês de internação no hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Netinho, que se recupera de problemas vasculares no abdômen, tem tido melhora constante em sua saúde, segundo tem informado a assessoria do cantor em comunicados à imprensa. O artista começou a "dar os primeiros passos" no domingo (19) e, segundo a sua equipe, tem permanecido a maior parte do tempo sentado.

O boletim médico mais recente foi divulgado pelo hospital na terça-feira (14) e já sinalizava evolução do quadro clínico.

O cantor recebeu a visita do padre Marcelo Rossi na noite de quinta-feira (16). Em mensagem divulgada no Facebook do artista informou que padre Marcelo Rossi "o abençoou e disse palavras lindas. Momento lindo de fé e oração", conclui o texto.

Melhora

No domingo (12), o hospital Sírio Libânes informou que o cantor "apresentou melhora clínica e laboratorial, respira sem a ajuda de aparelhos, com estado de consciência preservado". Ele já consegue se comunicar por meio da fala e chegou a pedir água para a equipe médica.

O paciente está sendo atendido pelas equipes dos médicos Roberto Kalil Filho, Raul Cutait e David Uip. Netinho chegou ao Sírio-Libanês por volta das 3h20 de sexta-feira (10). Ele deixou a Bahia em um avião UTI, que pousou no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, por volta de 2h40.

Em Salvador, o cantor havia passado 16 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Aliança. Ele viajou para São Paulo acompanhado apenas da equipe do Sírio-Libânes.

O artista estava internado desde o dia 24 de abril por apresentar problemas vasculares no abdômen e precisou passar por cirurgia.

Fonte: G1