Nova temporada do Coletivo Salve Rainha inicia neste domingo (01)

Edições de maio acontecem debaixo da Ponte Juscelino Kubitscheck

Neste domingo (1) o Coletivo Salve Rainha Café Sobrenatural dá início a mais uma temporada e promete continuar mantendo a efervescência cultural da cidade, levando arte em suas múltiplas formas para locais ociosos. Por isso, nas edições de maio o grupo realiza os Ensaios de Outono debaixo da Ponte Juscelino Kubitscheck, que liga as Avenidas Frei Serafim e João XXIII. O ensaio deste final de semana tem como tema Rainha da Guerra e acontece das 16h às 22h.

 Quem for conferir esta edição do evento vai poder apreciar o trabalho de artistas e empreendedores culturais que contribuem para movimentar a Economia Criativa de Teresina.

 As bandas Gramophone, Aloha Haole e Preto Kedé, com o pré-lançamento do seu CD solo "Sinta a Minha África", são as atrações que sobem ao palco para levar mais animação ao público. Na galeria o destaque vai para as exposições de Walter Belo, Albert Crimsom e Elielson Pacheco.

Já a feirinha conta com gastronomia, antiguidades, moda, vinil e artesanato. Dentre os empreendimentos estão o foodtruck Autoburguer, The Brownies, Bazar da Deby, Casa dos Botons, Pizzaria Rootika e Nova Rootika, Luz do sol, Doce Travessuras e Rubens Pulseiras.

Segundo o diretor do Coletivo Salve Rainha, Francisco das Chagas Araújo, o retorno do movimento para debaixo da Ponte JK é resultado da solicitação do próprio público, após uma pesquisa realizada na página do Facebook. “Para atender aos pedidos o coletivo realiza parceria com a Prefeitura de Teresina, a fim de regenerar a memória coletiva do espaço. Para isso estamos negociando a limpeza e estrutura. Para receber o público aos domingos é preciso reforçar policiamento, disponibilizar banheiros e iluminar o local", destaca o diretor.

 O apoio da Prefeitura de Teresina ao movimento cultural se dá através da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) e Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro/Norte, que, dentre de suas competências, dão suporte ao evento.

 “Estamos sempre buscando dar apoio ao Salve Rainha. Nosso desejo é que esse evento se consolide cada vez mais, porque é um dos movimentos mais expressivos que já vi nos últimos anos no cenário cultural da cidade de Teresina. Eles têm sido responsáveis por ajudar a movimentar a nossa Economia Criativa, que envolve um aspecto importante: a sustentabilidade”, pontua o gestor da Semest, Olavo Braz.

 Coletivo atrai cerca de 4 mil pessoas a cada edição

 O Salve Rainha Café Sobrenatural, que define-se como uma tecnologia social de valorização do patrimônio cultural de Teresina, começou em 2014 e vem ocupando locais públicos ociosos levando arte em suas múltiplas vertentes.

Isso tem feito com que o movimento atraia cerca 4 mil pessoas em suas edições dominicais, justamente por ser um espaço democrático e de livre expressão para todos os públicos. Além de ser responsável por dar visibilidade para diversos artistas iniciantes, possibilitando que estes tenham seus trabalhos vistos juntamente com os de artistas de renome na cidade.


Coletivo Salve Rainha  (Crédito: Manoel Soares)
Coletivo Salve Rainha (Crédito: Manoel Soares)


Fonte: Portal Meio Norte