Nudez de Paulinho Vilhena vira assunto em estreia

No lado de dentro, mais precisamente na coxia, Paulinho estava ansioso pela hora de subir ao palco

Pouco antes de começar a peça ?O Arquiteto e o Imperado da Assíria?, na noite desta quinta-feira, 8, em um teatro do Leblon, Zona Sul do Rio, no lado de fora, a expectativa do público era grande para conferir de perto a nudez tão comentada de Paulinho Vilhena no palco. ?Sério, ele fica nu mesmo? Ai, gente, estou nervosa. Que coragem ele tem!?, disse Carolina Dieckmann ao EGO. A amiga do ator foi uma das primeiras a chegar ao teatro e ainda na entrada, ressaltou a importância do nu quado o mesmo é exigido para um trabalho: ?Sei que a nudez parece polêmica, mas tenho certeza que faz parte do ?figurino? desse personagem?, completou.



No lado de dentro, mais precisamente na coxia, Paulinho estava ansioso pela hora de subir ao palco e mostra o resultado de quatro dias incansáveis de ensaio: ?Fui até lá dar um beijinho nele. Ele está nervoso, não para de falar e andar de um lado para o outro?, disse a namorada do ator, Thaila Ayala. Sobre o momento de ver seu amado desnudo em cena, Thaila revelou uma pontinha de ciúmes, mas compreendeu que tudo vale a pena em nome da arte: ?Não vou mentir, tenho ciúmes sim. Sei que a nudez dele na peça é polêmica, mas aos meus olhos, é um pequeno detalhe?, concluiu.

Acompanhada pelo namorado Raoni Carneiro, a atriz Fernanda Rodrigues, grávida de sete meses, elogiou o trabalho do amigo no palco: ?Ele foi ótimo, estou encantada com o resultado. O Paulinho é um cara sensível e funcionou muito bem nesse papel.? Outros famosos como Eri Johnson e Thiago Mendonça também prestigiaram a noite de estreia.

O segredo da nudez

Apesar de toda a expectativa em ver o jovem astro completamente nu, o público que for conferir o espetáculo, vai encontrar uma leitura poética da situação: ?O nu faz a gente sentir a história de verdade, sem tabús. A nudez do Paulinho tem um compromisso em revelar a beleza natural das coisas que existe, como pede o persoangem dele que é o Arquiteto. Por isso a cena é na penumbra. Já eu, o Imperador, mostro tudo normalmente sem pudores e com o toque do meu persoangem?, explicou Beto Bellini que contracena com Vilhena na história escrita por Fernando Arrabal.

Fonte: Ego, www.ego.com.br