"Nunca namorei sério", diz Guilherme Prates, protagonista de "Malhação"

Aos 19 anos e solteiro, o ator conta que começou a estudar teatro na infância, diz que já quis ser jogador de futebol e gosta de praticar slackline

Guilherme Prates, o protagonista da nova temporada de "Malhação", é um rapaz bem eclético. Carioca nascido e criado na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, em suas horas vagas ele curte desde praticar esportes como futebol e slackline, a ler bastante e estudar filosofia.



"Fazer "Malhação" está sendo bem intenso, é uma rotina de gravações "punk". Mas consigo encontrar tempo para tudo. Uma coisa que não quero abandonar nunca é o futebol, tenho até um time amador, o Selemed, que joga na quarta divisão. Também pratico sempre o slack, que comecei a fazer por causa da novela e gostei muito. Quando estou em casa, gosto de ler. Li uns 40 livros nos últimos três anos, vários sobre filosofia, que é um tema que me interessa. Adoro Platão, Nietzsche e Rilke", afirma.

Apesar da nova rotina corrida, Guilherme, que está há pouco mais de um mês no ar, diz que sua vida quase não mudou por causa do trabalho. Ele garante que continua fazendo as mesmas coisas e frequentando os mesmos lugares de sempre.

"O Dinho me trouxe uma visibilidade muito grande, que me jogou nos olhos das pessoas. Quando ando na rua, elas podem até não saber meu nome, mas reconhecem meu rosto e me relacionam com o personagem. Apesar disso, por enquanto, tudo está sendo bem tranquilo. Consigo fazer o que eu quero, vou aonde quero, frequento os mesmos lugares de antes... Não mudei em nada o meu dia a dia. Nunca tive minha privacidade invadida a ponto de me incomodar", conta o jovem, que já sente o carinho das fãs através de cartas e Twitter: "Faço questão de ler tudo. Gosto muito das mensagens."

Para quem já anda suspirando pelo rapaz de 19 anos, uma boa notícia: ele está solteiríssimo. Mas as pretendentes que se preparem porque fisgá-lo é difícil. "Não estou namorando ninguém e não penso muito nisso, acho que, se for para acontecer, vai pintar de repente. Nunca tive nenhuma namorada séria, que durasse. A verdade é que gosto de ser solteiro. Para eu ficar com alguém, vai ter que ser uma pessoa muito especial", fala.

Carreira

Guilherme começou a estudar para ser ator aos 8 anos, fazendo aulas no colégio e atuando no teatro amador e, aos 16, fez sua primeira peça profissional, "Mundo Clow". Apesar de ter se interessado pela atuação cedo, ele só resolveu realmente se dedicar à profissão depois de desistir de ser jogador de futebol profissional.

"Futebol é uma paixão na minha vida. Pensei em ser profissional. Cheguei a jogar no Vasco Barra e fiz um mês de experiência no Fluminense, mas, quando fui dispensado, meio que desisti e resolvi que ia investir na carreira de ator. Consequentemente, na mesma época, apareceu a peça e eu decidi que, se eu não tinha dado certo no futebol, ia me dedicar ao teatro", explica.

Apoiado pelos pais em sua decisão, ele chegou a fazer faculdade de Cinema em uma universidade particular carioca, mas acabou desistindo do curso. Agora, Guilherme quer fazer Artes Cênicas, com especialização em teoria do teatro e Filosofia. Questionado sobre seus objetivos, o ator mostra que sonha alto.

"Quero fixar minha produtora - que abri com uns amigos - e colocar meus projetos em cartaz. Tenho umas peças que quero fazer como ator e o texto de um amigo que quero produzir e trabalhar na assistência de direção. Amo fazer TV, mas o que quero mesmo é fazer teatro. Não vou escolher entre um e outro - acho que dá para conciliar os dois na boa -, mas não conseguiria abrir mão dos palcos. Tenho que estudar muito mais para fazer tudo que desejo", acredita.

Fonte: EGO