‘O corpo é meu e faço dele o que quiser’, afirma Virgem da "Playboy"

Catarina Migliorini diz como seria a noite de amor perfeita e ainda não entregou sua virgindade porque está "balançada" por alguém que conheceu.

Aos 20 anos, Catarina Migliorini - que ficou conhecida como a Virgem da "Playboy" por exibir sua nudez nas páginas da revista masculina logo após leiloar sua virgindade - parece uma jovem bem resolvida: diz não ligar para quem critica seu comportamento e afirma que nunca encarou o sexo como um tabu.


?O corpo é meu e faço dele o que quiser?, afirma Virgem da

Nascida em Itapema, em Santa Catarina, ultimamente só volta à cidade para visitar a família - tem se dividido entre o Rio e São Paulo e já não sabe se vai investir na faculdade de Medicina ou apostar todas as suas fichas na carreira artística. Quanto ao lance dado em leilão por um japonês de 53 anos, que pagou US$ 780 mil (cerca de R$ 1,5 milhão) para ser o primeiro homem a levá-la para a cama, Catarina explica que ainda não consumou o fato porque ficou ?balançada? por alguém que conheceu na balada.

Mesmo assim, ela não se arrepende de nada: ?O mundo avança por causa das pessoas corajosas, não pelas que seguem as regras morais?, afirma.

Como está sua cabeça após leiloar a virgindade e ter posado nua?

Minha vida anda bastante agitada, com muitos convites e entrevistas. Andar na rua não é mais a mesma coisa, as pessoas querem tirar foto, ficam em dúvida se sou eu mesma. Não esperava tanta repercussão.

Já conheceu o japonês que pagou por sua virgindade no leilão?

Sim. Esse encontro aconteceu em Sydney no ano passado, em um jantar num restaurante no qual levei duas pessoas da minha confiança. Durou mais ou menos uma hora, conversamos um pouco, depois ele voltou para não sei onde. Não nos cumprimentamos nem de beijinho. Eles têm uma cultura diferente.

Quais as regras que você impôs para se entregar a ele?

O encontro terá duração de mais ou menos uma hora, não pode beijar, nem ter sexo oral e anal. É obrigatório usar camisinha e não pode levar outra pessoa nem brinquedinhos. E o homem que ganhasse o leilão não podia ser casado.

Há um prazo para esse acordo ser cumprido?

No momento, ainda não foi definido quando vai acontecer, mas claro que não vai levar um ano. O dinheiro está em uma conta na qual eu só tenho acesso quando fizer a minha parte. Fico pensando no que fazer com esse valor, mas são só análises.

E por que ainda não aconteceu?

Além de eu ter recebido proposta melhor, estou meio balançada entre a razão e o coração por causa de uma pessoa que conheci recentemente. Prefiro não dar detalhes porque a pessoa não sabe e não quero que ela desconfie. Vamos deixar as coisas irem devagar, não tenho pressa para nada, sou muito paciente. Vai acontecer no seu devido tempo.

Fonte: Extra