""O que eu faço melhor é sexo"", diz Fernanda Lima

""O que eu faço melhor é sexo"", diz Fernanda Lima

O excesso de trabalho faz com que a apresentadora valorize cada vez mais os momentos em casa

Mãe, apresentadora, atriz e agora dona de uma linha de roupas para a grife Cantão. Fernanda Lima está acostumada a exercer diferentes funções, mas admite que não está mais tentando abraçar o mundo. "Cada vez mais tenho certeza que não dá para ser uma multimulher. Eu tenho que focar", disse ela no lançamento da sua coleção nesta quarta-feira, 28, em São Paulo. E, indagada sobre qual das suas facetas se dava melhor, ela brincou: "a coisa que faço melhor é sexo".

O excesso de trabalho faz com que a apresentadora valorize cada vez mais os momentos em casa com o marido, Rodrigo Hilbert, e os filhos, João e Francisco.

Sem rotina

"Meu dia-a-dia é, em determinados momentos, muito intenso. Viro noite trabalhando. Em outros, fico em casa, levando e buscando meus filhos na escola, dando almoço, jantar... Estou adorando ser dona-de-casa, trocar o estofado do sofá, pintar a parede", disse.

Na hora de desempenhar o papel da mãe dos gêmeos, Fernanda não usa a violência e sai em defesa da "lei da palmada", que vem causando polêmica. "Acho ótimo que tenha essa lei. Se for contra a violência, está valendo. Nunca bati nos meus filhos. Já me descontrolei e gritei, mas hoje as crianças são mais sensíveis e entendem o significado de um grito. Eles são folgados, pedem limites, e como pais, temos que dar. Quando os meninos fazem algo de errado, mando para a cadeirinha do pensamento. Ali pode chorar porque chorar não machuca."

Com todo o corre-corre, Fernanda não consegue ler um livro há dois anos e meio e só agora está com tempo para ir ao cinema. "Deixo eles dormindo e fujo", brincou ela que, por enquanto, descarta ter mais crianças. "Penso, logo desisto."

Stylist da casa

Fernanda, que gosta de costurar, ajeitar e customizar suas roupas, adora vestir a família. "(Os gêmeos) são meus bonecos. Faço eles de gato e sapato, outro dia coloquei até bombacha", contou. Quando o assunto é Rodrigo Hilbert, ela diz adorar o estilo do marido, mas faz algumas restrições."Calça rasgada não deixo mais usar. Parece que está mal vestido. Bermuda de surfe é legal, mas é para surfar."

Para a atriz, o homem tem que estar naquele limite entre a vaidade e o despojamento. "Mulher que gosta de homem, gosta de macho alfa, macho rude. Da parte do sensível, eu até gosto. Do pai bacana, que discute a relação. Mas homem tem que ser homem, ter cheiro de homem. Nem de perfume eu gosto."

"Gaúchos às vezes são grosseiros"

Fernanda acredita que Sheron Menezes perdeu a Dança dos Famosos não por falta de talento, mas devido a seu jeito.

"Sheron era minha favorita, dançava muito. Acho que ela perdeu muito em função do temporamento dela, não desmerecendo a Fernandinha (Souza), que também dança muito", opinou a apresentadora, que foi jurada no concurso do Faustão.

Um dos fatos determinantes para a fama de mal humorada de Sheron aconteceu exatamente no dia em que Fernanda estava na banca do júri. Na ocasião, Sheron apareceu brigando com o instrutor nos bastidores. Fernanda saiu em defesa da conterrânea dizendo que aquilo era o jeito de ser dos gaúchos, diretos e, por isso mesmo, um pouco grosseiros às vezes.

Fernanda contou que Sheron ficou feliz pela defesa da apresentadora. "Ela me agradeceu depois por eu ter falado dos gaúchos. Antes ser assim, objetiva, do que falsa", contou Fernanda, que não teve o mesmo apoio dos gaúchos em si. "Recebi muitos emails grossos dos gaúchos depois da "Dança". Mais uma prova do que eu estava falando", brincou.

Fonte: Ego, www.ego.com.br