Pai de Michael refuta hipótese de suicídio

O advogado do pai de Michael disse que seu cliente pretendia abrir dentro de 90 dias um processo judicial contra o médico que atendeu o cantor

Joe Jackson, o pai de Michael Jackson, se disse "horrorizado" com as declarações que os advogados do médico Conrad Murray deram ao site TMZ neste domingo (4). Depois que a defesa de Murray alegou que Michael teria cometido suicídio, o pai do cantor disse ao mesmo site que não acredita nessa teoria e perguntou por que o médico teria escondido todas as garrafas (de medicamentos) se isso fosse verdade?

Já o advogado de Joe Jackson, Brian Oxman, disse ao TMZ que a versão dos advogados de Murray é medicamente inconsistente com os achados da autópsia. A notar que Joe Jackson sempre foi lembrado como um pai violento e sua relação com Michael, segundo o próprio cantor, nunca foi das mais fáceis.

Na última terça-feira (30), o advogado do pai de Michael disse que seu cliente pretendia abrir dentro de 90 dias um processo judicial contra o médico que atendeu o cantor na época da sua morte. O processo transcorreria na Justiça civil e pode ocorrer paralelamente ao processo criminal.

Fonte: Terra