Parada Gay mobiliza mega estrutura em SP

Parada Gay mobiliza mega estrutura em SP

Policiais bilíngues estão preparados para atender estrangeiros

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) anunciou na sexta-feira (4) a participação de 1,4 mil policiais civis e militares, uso de helicóptero e gravação de imagens aéreas e terrestres no esquema de segurança da Parada Gay, marcada para domingo (06). O evento está previsto para as 12h quando 17 trios elétricos deixam o trecho próximo à Avenida Brigadeiro Luiz Antônio em direção à Rua da Consolação e em seguida até a Praça Roosevelt. A PM planeja iniciar a vistoria dos carros às 6h, colocar soldados ao longo da avenida a partir das 9h e encerrar o evento às 18h, como nos anos anteriores. Apesar de todo o esquema de segurança, a recomendação é que os turistas tomem cuidado com bens de valor, joias e celulares.

Segundo a SSP, o helicóptero Águia da PM auxiliará o trabalho dos policiais com voos sobre a multidão para filmar com câmera de alta resolução e transmitir as imagens para os postos de comando. Outros dois policiais em motocicletas e outros dois policiais a pé farão gravações. Todos os vídeos serão transmitidos ao comando, onde policiais poderão identificar possíveis distúrbios e acionar o PM mais próximo.

A Polícia Militar cuidará do policiamento preventivo e ostensivo com 1,3 mil policiais em 120 carros, submetidos ao Comando de Policiamento de Área Metropolitano -1 CPA/M-1). O trabalho iniciado às 6h será coordenado em dois postos de comando - um localizado no Parque Trianon e outro na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação.

A Polícia Civil terá um esquema especial, com reforço de policiais nas delegacias no 3º Distrito Policial (DP), de Campos Elíseos, 4º DP, da Consolação, 5º DP, da Aclimação e 78º DP, dos Jardins. Também serão instaladas bases móveis da Delegacia Especializada no Atendimento ao Turista (Deatur) e da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), durante todo o trajeto, além da presença da Guarda Civil Metropolitana e das subprefeituras.

Os turistas vindos de outros países poderão contar, além com as bases da Deatur, com policiais militares bilíngues, identificados com as bandeiras dos países e capazes de atender em inglês, espanhol, italiano, alemão, francês e japonês.

Uma unidade móvel do Deatur ficará posicionada na Rua da Consolação, 247, com 40 policiais. Serão atendidas ocorrências ligadas ao turista. Porém, qualquer ocorrência ligada à intolerância irá ao Decradi - mesmo se a vítima for um turista. A delegacia conta também com uma ronda hoteleira, que será intensificada.

O Decradi contará com uma equipe de 18 policiais, atuando no monitoramento e combate às ações de grupos de intolerância. O trabalho da delegacia começa na madrugada de domingo (06) e vai até a madrugada da segunda-feira (07), com rondas pela região da parada. Os policiais civis estarão divididos em quatro bases uma fixa na Rua da Consolação e três móveis, que acompanham o fluxo das pessoas.

Fonte: g1, www.g1.com.br