Perito diz que Thor Batista não teria ultrapassado 100 km/h

Wanderson foi enterrado na tarde de domingo no cemitério de Xerém, no Rio

O engenheiro e perito criminal Clovis Santos Xerxenevsky, que trabalha há 14 anos na elucidação de acidentes de trânsito, disse que Thor Batista, 20 anos, filho do empresário Eike Batista, não teria ultrapassado os 100 km/h ao atropelar e matar o ciclista Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos, na noite de sábado na rodovia Washington Luis, no Rio de Janeiro. Ele analisou as imagens do carro de Thor para chegar à conclusão. O limite da via é de 110 km/h no local da colisão.

"Pelas fotos do veiculo, podemos estimar que a velocidade do mesmo estaria entre 90 km/h e 100km/h, pois se fosse superior o corpo da vítima, no primeiro impacto contra o parachoque, subiria e passaria sem atingir o parabrisa devido à projeção do corpo e à inclinação do parabrisa", explicou Xerxenevsky.

De acordo com o especialista, nesse tipo de acidente, os depoimentos das testemunhas têm relevância secundária. "O mais importante é analisar a dinâmica do acidente, com todos os elementos do sítio da ocorrência. No caso do Thor, o exame do veículo deve ser minucioso, pois poderá indicar como a vítima foi atingida e em que sentido ela se dirigia. A bicicleta também necessita uma análise apurada, o que poderá dar informações e orientações importantes a respeito de como ocorreu o atropelamento", salientou.

O relato de Thor Batista, fracionado em diversas postagens no microblog Twitter, dá conta de que ele conduzia sua Mercedes SLR Mclaren dentro dos limites de velocidade estabelecidos naquele trecho da rodovia Washington Luís, vindo "na faixa esquerda com muito cuidado, sem ao menos dialogar com o meu carona", quando "repentinamente um ciclista atravessou do acostamento do lado direito até o meio da faixa da esquerda, onde trafegam veículos".

"As marcas de freio comprovam que eu estava na faixa esquerda", sustentou. O relato causou indignação à família de Wanderson, cujo advogado, Kleber Carvalho, nega que o ciclista tenha atravessado a rodovia.


Perito diz que Thor Batista não teria ultrapassado 100 km/h

Fonte: Terra, www.terra.com.br