Revistas brasileiras ""brigam"" para tirar a roupa da modelo paraguaia Larissa Riquelme

Revistas brasileiras ""brigam"" para tirar a roupa da modelo paraguaia Larissa Riquelme

O assédio tem tirado o sono da moça, que veio acompanhada de dois

De óculos escuros e depois de poucas horas de sono, a musa Larissa Riquelme fez sua primeira aparição fora do Paraguai depois da Copa do Mundo. Nesta terça-feira, a bela paraguaia, que ficou conhecida durante os jogos de seu país, desembarcou em São Paulo e fez um ensaio para uma marca de roupas nacional. Ela chegou de madrugada e mal conseguiu dormir. O assédio tem tirado o sono da moça, que veio acompanhada de dois "managers". Sem papas na língua, a musa admitiu que está ganhando dinheiro com a fama e quer usá-lo para uma missão até certo ponto simples.

Quero pagar meu apartamento duplex em Assunção. Já ganho dinheiro no Paraguai e agora quero ganhar no Brasil, na Europa - sonhou Larissa Riquelme.

Quando chegou ao estúdio, por volta das 13h, um batalhão de fotógrafos já estava a postos para esperá-la. Esbanjando sorrisos e posando para todas as lentes, ela não tinha pressa. De saia bem curta e blusinha com um necessário porta-celular, ela reclamou do que mais lhe incomodava:

- Que calor faz aqui! No Paraguai é mais frio...

Enquanto era bem tratada por um maquiador e uma manicure, Larissa analisava as roupas com as quais ia posar para o catálogo. Muitas delas com alusão à seleção paraguaia, eliminada nas quartas de final da Copa. Além disso, aproveitava bem a mesa de guloseimas preparada só para ela. A paraguaia não tem medo de perder a boa forma.

- Eu como muito, não faço dieta. É genética. Exercício? Não gosto - garantiu.

Enquanto isso, seus empresários, digamos, peculiares, comemoravam o fato de duas revistas masculinas brasileiras estarem disputando um ensaio nu da paraguaia. Um deles, andando de muletas depois de um acidente com paraquedas, não escondia o sorriso ao falar das ofertas.

- Não temos pressa para analisar. Vou aproveitar o momento para fazer o melhor negócio para a Larissa. Ela já esteve aqui ano passado, desfilando pela Beija-Flor (no carnaval do Rio de Janeiro), mas ainda não era tão conhecida - afirmou um dos "managers", chamado apenas de Rubén.

Aos poucos, Larissa Riquelme ficava ainda mais produzida para o ensaio. Sem desgrudar do celular que a tornou tão famosa, claro. Quando não estava alojado no bolso especial de sua blusa, repousava em sua coxa direita. A todo momento, a morena enviava mensagens de texto e atendia ligações. O assédio, realmente, é dos maiores.

Ao sair de seu camarim para atender os jornalistas, confusão. Respondeu a dezenas de perguntas, brincou com uma bola e falou de seus jogadores preferidos. Para ela, Kaká e Cristiano Ronaldo são insuperáveis.

De volta ao estúdio, o trabalho começa. Larissa não economiza nas caras e bocas, faz poses muito sensuais e distribui mais sorrisos. Ela não quer desperdiçar a oportunidade. Por isso, deixa até de dormir bem para ganhar o máximo de dinheiro, pagar seu apartamento e, se possível, ganhar o mundo.

Fonte: Globo, www.globo.com