Polêmico, Rafinha Bastos volta a fazer piada com filho de Wanessa

"Até quem não nasceu já me odeia", brincou.

Rafinha Bastos ligou a metralhadora em sua apresentação na noite desta quinta (22) durante o festival de humor "Risadaria", que acontece em São Paulo até domingo. Sobrou para a cantora Wanessa Camargo, o jogador Ronaldo, o ator Fabio Assunção e para quem mais quiser processá-lo depois do show.



"Estou numa situação complicada. Até quem não nasceu já me odeia", brincou, lembrando a piada que fez no ar, ainda no "CQC" (Band), sobre a então grávida Wanessa. Na ocasião, ele disse que "comeria ela e o bebê".

E continuou: "Aqui é o único lugar de onde eu não posso ser demitido. Até segunda ordem".

Ele não poupou o jogador Ronaldo, que é amigo do empresário Marcus Buaiz, marido de Wanessa, e à época saiu em defesa do casal. "O cara come um travesti que morreu de Aids e eu sou o filho da puta."

"Sempre fui chamado de retardado. A Apae me processar é o mesmo que os Narcóticos Anônimos processarem o Fábio Assunção", continuou. Ele também ironizou que "o pessoal da Apae" e os fãs da Wanessa pertencem ao mesmo grupo.

"Sou comediante. Ser processado por uma piada é o mesmo que um contador ser processado por uma conta." Tudo isso em apenas 20 minutos de show.

O ex-colega de "CQC" Rafael Cortez comentou: "Hoje é um dia importante para o Rafinha porque desde novembro ele não ganha salário". "E vai continuar assim. Saiu de uma roubada para entrar em outra", ironizou Cortez, em referência aos recentes atrasos no pagamento de salários dos funcionários da RedeTV!.

Fonte: Ilustrada