PREPARA: Brasil pode ser pequeno para a poderosa Anitta, diz  Forbes

PREPARA: Brasil pode ser pequeno para a poderosa Anitta, diz Forbes

Ex-estagiária da Vale, cantora brasileira tem potencial para se tornar uma estrela global, afirma reportagem da Forbes

Com inglês fluente, apelo musical global semelhante ao de Shakira e estilo pop inspirado em Rihanna, a cantora brasileira Anitta tem potencial para se tornar uma estrela global, afirma reportagem da Forbes.

Intérprete dos hits "Meiga e Abusada" e "Show das Poderosas", a carioca de 20 anos já vendeu 120 mil cópias do seu primeiro álbum. Mas, a publicação americana defende que este pode ser apenas o começo.

?Anitta parece ter aprendido muito bem a como se promover no YouTube?, afirma a publicação. ?Ela tem uma imagem forte e suas letras mostram que ela quer que as pessoas a vejam como uma mulher forte, o tipo de mensagem que tem apelo com a maior parte das mulheres?.

Por mês, segundo a publicação, são 20 shows com um cachê médio de 50 mil dólares. Os valores parecem irrisórios quando comparados com os 15 milhões de discos vendidos por Ivete Sangalo e o cachê de 500 mil dólares cobrado, em média, pela cantora baiana que, recentemente, foi comparada à Janis Joplin pelo New York Times.

Mas, segundo a Forbes, Anitta sai na frente em termos de potencial: é mais jovem e fluente em inglês. ?O problema com Sangalo, que tem 41 anos e mal fala inglês, é que ela é brasileira demais, e, apesar das poucas notáveis exceções, a música brasileira ainda não impactou muito fora do Brasil, principalmente, por causa da barreira linguística?, afirma a reportagem.

Para quebrar esta barreira, a ex-estagiária da Vale parece estar fazendo a lição de casa. Segundo Priscilla Lemgrumber, chefe do time de marketing da cantora, confirmou para a Forbes, a jovem já está fazendo aulas de canto e teatro para se preparar para um possível ?debute internacional?.

Se a brasileira irá se juntar ao time das celebridades formado por Lady Gaga, Beyonce e Taylor Swift, ?só o tempo irá dizer. Até agora, sua carreira meteórica indica que o Brasil pode ser muito pequeno para ela?, conclui a reportagem.

Fonte: Exame