Professora de Bündchen e Sato dá dica para evitar cair na Sapucaí

Professora de Bündchen e Sato dá dica para evitar cair na Sapucaí

Até agora foram dois tombos protagonizados por Bárbara Evans e Christiane Torloni,

Começou a temporada de carnaval e com ela alguns incidentes na Passarela do Samba. Até agora foram dois tombos protagonizados por Bárbara Evans e Christiane Torloni, mas é comum beldades atravessarem o samba na Sapucaí.

Para evitar esse tipo de situação, o EGO foi pegar dicas com Dandara Oliveira, 25 anos, e uma das mais requisitadas professoras de samba do Rio de Janeiro. É ela quem orienta Sabrina Sato, rainha de bateria da Vila Isabel, Carla Prata - que já reinou na Grande Rio e hoje está na Acadêmicos da Rocinha -, e até Gisele Bündchen. Foi ela que orientou a top quando esta desfilou na Vila Isabel, em 2011.

"Foi a minha aula mais curta. Deve ter durado uns 30, 40 minutos. Mas, como ela vinha em carro-alegórico, as dicas foram mais sobre como segurar na barra de segurança, fazer a troca de mãos para saudar o público dos dois lados da Sapucaí e passar a mão no cabelo, já que o enredo falava sobre isso", lembra Dandara, que também é musa da Vila.

Confira as dicas de Dandara para quem vai sambar na Avenida e tem que mostrar o rebolado:

Sandália derruba?

"A primeira coisa é colocar um bom antiderrapante no sapato, seja sandália, bota, o que for. O chão da Marquês de Sapucaí é liso, e tende a ficar mais ainda nesta época, quando estão pintando. Além disso, alguns carros alegóricos soltam efeitos durante o desfile, como água ou chuva de papel picado, e tudo isso pode fazer escorregar. Os meus sapatos de desfile eu mando fazer em um sapateiro especializado em sapato de passista. Mas qualquer pessoa pode comprar lixa de parede e colar no solado do sapato em casa mesmo."

De salto alto

"Salto é opcional. Mas gosto do alto porque dá postura. Rasteira deixa a perna doendo. Mas não uso maior do que de número 12, que não é tão alto e dá pra sambar. Também procuro sempre escolher sapatos que tenham plataforma na frente porque dá mais segurança. Saltos maiores que isso machucam o pé."

Costeiro desequlibra?

"Sempre falo para as minhas alunas experimentarem o costeiro em casa, antes do desfile, e deixá-lo bem rente ao corpo. Quanto mais rente, mais justo, melhor porque não sai do lugar, não desequlibra. Tem costeiros que são muito pesados mesmo, tem muita pena e pode dificultar durante o desfile. Mas nunca conheci quem tenha caído na avenida por causa do costeiro (risos)."

Cervejinha antes do desfile pode?

"Eu não bebo, mas sei que tem gente que gosta de beber para entrar mais animadinho na Sapucaí. Acho que se for um copinho ou dois, não tem problema. Não pode é beber demais e prejudicar a escola."

Não sei sambar. E agora?

"Procure sempre balançar os ombros, os braços. Mas nada forçado. O ideal é se divertir. Para as pernas, se não souber sambar mesmo, não tem problema.. Caminhe, dance. Se for para se divertir, vale tudo.

Quero ser rainha de bateria. O que faço?

"Com as rainhas de bateria, faço um trabalho diferente. Além de sambar, elas precisam ter postura, saber cortejar a bateria, apresentá-la aos jurados, ao público."


Professora de Bündchen e Sato dá dica para evitar tombos na Sapucaí

Professora de Bündchen e Sato dá dica para evitar tombos na Sapucaí

Fonte: EGO