Programas de humor investem no lado engraçado da Copa do Mundo

Rafael Cortez e Felipe Andreoli, os correspondentes do "CQC"", aproveitam o campeonato para zoar ainda mais os argentinos

Cansado de assistir às análises pós-jogo da Copa do Mundo em programas com comentaristas e torcedores "entendidos do assunto"", que se proliferam nas várias emissoras a cada quatro anos? A fim de fugir justamente desse lado sério do maior evento de futebol do mundo, o "Pânico na TV"" (Rede TV!), o "Legendários"" (Record) e o "CQC"" (Band) enviaram para a África do Sul alguns de seus repórteres para fazer piada e produzir reportagens engraçadas sobre o torneio.

Para isso, vale (quase) tudo. Rafael Cortez e Felipe Andreoli, os correspondentes do "CQC"", aproveitam o campeonato para zoar ainda mais os argentinos -os "hermanos"" são os alvos preferidos das três atrações de humor- e também para conhecer as mais diferentes manifestações culturais dos sul-africanos.

Segundo o diretor do "CQC"", Diego Barredo, os assuntos relacionados à Copa começaram a ser pensados há quatro meses. "No entanto, estamos atentos a qualquer coisa que aconteça por lá"", ressalva. Sobre o fato de Cortez e Andreoli pegarem no pé dos argentinos, Barredo -que nasceu na Argentina!- confessa que não tem muito controle. "O que eu vou fazer? Eu estou no Brasil, né? Estou torcendo para a seleção brasileira e para a argentina.""

Na Record, a animada Teena, personagem de Mia Mello, tem um objetivo: encontrar Kaká até o fim do Mundial. "Para ela, uma palavra com o jogador brasileiro seria como ganhar a Copa"", diz Julio Picconi, diretor-executivo do "Legendários"".

Enquanto isso não acontece, Teena faz entrevistas com quem encontra na rua e nas festas. "Como não temos os direitos das imagens oficiais da Copa, ficamos atentos ao que está rolando no entorno dos jogos"", conta Picconi.

No último sábado, Teena, a única correspondente do "Legendários"" na África do Sul, improvisou uma divertida entrevista com o narrador da Globo Cléber Machado.

A disposição parece ser a mesma de Alfinete, Vesgo e Impostor, do "Pânico na TV"". Logo na viagem rumo à África do Sul, os três encontraram o ex-jogador Valderrama no aeroporto e fizeram uma entrevista com ele. Na ocasião, claro, eles aproveitaram para brincar com o colombiano: o Impostor colou um chiclete na vasta e célebre cabeleira do ex-atleta.

Fonte: Folhapress