Rainha sai no tapa, estilista é agredido e famosos armam barracos. Veja todos os bafos do Carnaval!

Rainha sai no tapa, estilista é agredido e famosos armam barracos. Veja todos os bafos do Carnaval!

Nem só de encantos vive um reinado. E a rainha de bateria da Grande Rio, Carla Prata, protagonizou uma briga feia com o namorado.

Tradicionalmente, o sábado das campeãs sempre reserva os melhores bafos do Carnaval. É neste dia que quem passou a folia em Salvador já está de volta, que os empresários paulistas já foram embora e que as ?moças de família? (que ainda não encontraram um marido rico) têm a sua última oportunidade do Carnaval.

Nem só de encantos vive um reinado. E a rainha de bateria da Grande Rio, Carla Prata, protagonizou uma briga feia com o namorado, Leonardo, bem no meio da Sapucaí, durante o desfile da Vila Isabel. Ela só gritava: ?Eu vi! Eu vi!?. E ele negava a traição. Uma amiga do casal chamou a atenção dos dois, dizendo que a discussão ia acabar se tornando pública. Carla e o namorado foram, então, para o camarote da Grande Rio. E quem disse que a briga acabou? Lá, mais amigos tentavam apartar o bate-boca acalorado entre os dois.


Rainha sai no tapa, estilista é agredido e famosos armam barracos. Veja todos os bafos do Carnaval!

Sem saber, o ator Paulo Rocha protagonizou um dos maiores bafos do camarote Devassa. Ao perceber que um fotógrafo se aproximava, a namorada do ator português, a psicóloga Juliana, tentou dar um beijo no amado para sair bem na foto. Mas, sem se dar conta da presença do fotógrafo, Paulo empurrou a namorada, negando o carinho. ?Beijo agora, não! Só quando eu quiser! Só quando eu quiser, p****!?.

Daniel Rocha criou a maior encrenca na entrada do camarote da Brahma. Um amigo dele estava, curiosamente, com duas credenciais iguais. O segurança, ao perceber a fraude, quebrou as credenciais, impedindo o rapaz de entrar. Daniel comprou o barulho do amigo e só faltou bater no segurança. No fim das contas, chegou a turma do deixa-disso, e Daniel e o tal amigo conseguiram entrar. Aliás, Daniel sempre deu entrevistas dizendo que, por ser filho de pastor, não bebia, não fumava e vivia uma vida quase celibatária. Mas, como dizem que o Carnaval não é de Deus, ele não aguentou a pressão e roeu a corda.

O estilista francês Christian Louboutin, aquele dos sapatos femininos carérrimos, de solas vermelhas, levou um soco na cara na fila da van, na saída do camarote Brahma. O autor da agressão foi o genro de Galvão Bueno e marido de Letícia, filha do narrador, que reagiu depois que o estilista o mandou calar a boca numa discussão. Muita gente tentou apartar a briga. Na turma do deixa-disso estava Miguel Falabella.

Sabe trem para Santa Cruz? Então, o camarote da Grande Rio estava assim. Parecia lata de sardinha. Os bombeiros tiveram que interditar o local e tirar metade das pessoas. A estratégia da Grande Rio foi parar de servir chope. Aí, com o calor, o povo dispersou. E ninguém conseguiu voltar ao local: os bombeiros continuavam por lá, controlando o número de pessoas que entravam.

Lucinha Nobre, porta-bandeira da Inocentes de Belford Roxo, desfilou na frente da Unidos da Tijuca e, na volta, ficou horas tirando fotos com com quem estava no camarote da escola. Tudo para voltar para a agremiação. Não está fácil a vida de porta-bandeira!

A certa altura, no Baile da Favorita, no terceiro andar da Brahma, uma cidadã acendeu um baseado enoooooorme. Na maior cara de pau.

Felipe Simão, ex de Luana Piovani, chegou ao espaço vip da cervejaria com namorada a tiracolo. No meio da noite, eles tiveram um ?pega pra capar?, brigaram feio, se separaram, ela foi embora e ele pegou outra logo depois. Simples assim.

Por falar em Luana Piovani, ela estava na frisa com os amigos quando sentiu a falta do marido Pedro Scooby. Ele foi buscar cerveja e? sumiu! Ela começa a telefonar insistentemente para ele e? nada. Sabe onde ele estava? Perto da praça de alimentação do Sambódromo (fora da Brahma), com os amigos, cantando a mulherada. Quando Andrea Andrade, musa da Vila, passou com seu corpo arrasa-quarteirão? ele pirou! Aliás, a cada meia hora, Luana lembrava que seu bofe havia dado um migué e gritava: ?Marido?? Marido? Cadê meu marido??

Arthur Aguiar chegou na Brahma, de boné, sem Giovanna Lancellotti. Ela, por sua vez, foi ao camarote do Porcão com uma penca de amigos. Dedução básica: eles se separaram? Não! No meio da noite, Giovanna mudou de camarote para encontrar o amado. O amor é lindo!

Kayky Brito estava na garupa do Bozo no camarote da Brahma. É que o ator começou a beber cedo, ainda durante a tarde, na Churrascaria Fogo de Chão. No fim da noite, Kayky é que estava num fogo só.

Rico Mansur, que é garoto-propaganda da Itaipava, bebia Brahma alegremente no camarote da cervejaria. Xiii!

Zezé Polessa resolveu dar o ar da graça no camarote da Brahma. Mas ela não foi no ônibus fretado pela cervejaria, como a maioria dos convidados. A atriz chegou em um carrão, com direito a motorista (coitado!). Ao ser perguntada sobre estar ?no olho do furacão? no processo judicial sobre a morte de um motorista da Globo, a atriz disse que a (má) fase passou.

Iris Stefanelli teve que entrar duas vezes no camarote da Brahma. É que na primeira entrada ela não foi notada!

Malvino Salvador curtiu o Carnaval com a namorada, a atriz Sophie Charlotte. Mas, no desfile das campeãs, ele apareceu sozinho no camarote da Brahma. E, com seu péssimo humor habitual, não quis dar entrevistas nem tirar fotos com fãs. Teve gente que não entendeu a atitude do ator?

Fonte: O Dia Online