Rayanne sobre sexo com Latino: "Ponho o bichinho para suar"

Rayanne sobre sexo com Latino: "Ponho o bichinho para suar"

"Sou uma leonina na casa dos 20 anos. Meu corpo está preparado".

Se Latino conseguiu curar o vício em sexo não sabemos, mas o fato é que Rayanne Morais, namorada do cantor, dá conta do recado. Nos bastidores do Paparazzo- em ensaio que vai ao ar neste sábado, 27 -, a modelo contou que acha natural que o homem dê esse tipo de declaração para reforçar sua masculinidade, e que é ela quem dá trabalho a Latino. "Sou uma leonina na casa dos 20 anos. Meu corpo está preparado, é uma coisa natural. Gosto de um chamego, de um namorico, de beijo na boca. Eu ponho o bichinho para suar".

Para conquistar Rayanne, um homem precisa ter "pegada", mas também saber a hora certa de fazer um carinho mais suave. Coisa de leonina. "Sempre busquei o equilíbrio. Gosto de "pegada", da forma como o homem se expressa. Mas, ao mesmo tempo, gosto de carinho. Gosto de gente que te pega e fala "é meu", que tenha posse, mas de forma carinhosa", disse a modelo, que já viveu momentos calientes em pleno trânsito.

"A gente não aguentava mais ficar ali, e pensamos: "vamos namorar então". Isso faz parte de um casal. Aproveitamos o momento, que estava um saco, e virou uma coisa marcante, gostosa", contou.


Rayanne Morais sobre sexo com Latino:

Sonho de ser miss

"Minha mãe diz que nasci para ser miss. Ela conta que eu colocava um tecido nas costas e ficava andando e dando tchauzinho pela casa. É louco, não sei de onde surgiu esse sonho, mas eu tinha. Sempre quis passar por essa experiência, e que bom que consegui. Mas também sempre soube que era uma questão temporária, de momento. Agora quero voltar para o meu lado artístico e jornalístico".

Ciúme

"Isso é uma incógnita na minha vida. Acho que sou equilibrada, mas sou leonina, não tem como não ser ciumenta. Tenho um ciúme saudável, de zelo, de cuidar da pessoa de quem gosto. É lógico que se eu vir alguma coisa estranha, bate o ciúme. Tem umas pessoas meio malucas que cercam o Latino, mas não vou pelas pessoas, eu namoro com ele. A atitude que é válida para mim é a dele. Se esquentar a cabeça com essas coisas, fico maluca. Mas é lógico que também não sou santa. É tanta fofoca que chega uma hora que você dá uma surtada. Mas levo numa boa, até porque o Latino é muito profissional. Se for nessa onda, vou cortar os pulsos".

Latino

"Somos muito cúmplices. Pela primeira vez na minha vida tive segurança com um homem. Já namorei sério com um americano, que foi uma coisa muito legal, mas não tinha aquela certeza de que queria ele para a minha vida, por mais que fosse gostoso, que gostasse dele. Com o Latino eu senti isso. Tenho vontade de acordar todo dia do lado dele. E eu sinto muito a falta dele. Às vezes, se passamos muito tempo longe, me incomoda, me corrói. Era uma coisa que não tinha tido ainda com homem nenhum".

Família

"Gosto de cuidar de casa, de organizar, sou apaixonada por decoração. Sou dócil e tenho esse instinto de colocar os filhotes debaixo do braço. O Latino já teve essa experiência de ser pai, e eu quero ter uma família, porque é um complemento para toda mulher. Mas esse desejo ainda vai ser aflorado com o passar do tempo. Os filhos dele são uns queridos. Sempre gostei de crianças. Elas são anjos e tão puros....".

Fonte: EGO