Ressaca! Famosos ainda lamentam na web a eliminação do Brasil no mundial

Doze horas após o fim do jogo, nomes como Vanessa Gerbelli e Marcos Mion fizeram posts sobre a derrota da seleção.

Já se passaram 12 horas desde o fim do jogo que marcou a eliminação da seleção brasileira da Copa do Mundo, mas o assunto continua rendendo nas redes sociais. O Brasil perdeu por 7 a 1 para a Alemanha no Mineirão, em Belo Horizonte, e disputa no sábado, no Maracanã, o terceiro lugar contra o perdedor da partida entre Argentina e Holanda.

Veja o que os famosos escreveram nesta quarta-feira, 9.

Vanessa Gerbelli: O pior é o dia seguinte...

Virna: Somos insignificantes. Por mais que você programe sua vida, tudo pode mudar. #Senna. @davidluiz_4, queremos ver o Brasil erguendo a taça no dia 5 de outubro, montando um time para transformar o nosso país! Levante a cabeça, o esporte nos ensina grandes lições, principalmente nesses momentos difíceis... Torcemos, lutamos e perdemos juntos!!! Vamos em busca desse terceiro lugar, que para muitos não vale nada, mas para vocês têm um sabor especial: a força de um grupo! Levanta, guerreiro!!

Sérgio Marone: A gente tinha que perder a Copa para vencer fora de campo. Vai Brasil! Ordem e Progresso!

Flávia Alessandra: E a vida segue... Lindas palavras da Fernanda Gentil: "Perder é do jogo, mas de goleada dói mais. Em uma Copa, mais ainda. Na semifinal, muito pior. Em casa então... e foi justamente tudo que aconteceu. (...) Só leva de 7, quem entra no campo. E só sofre quem, em algum momento, acreditou. Eu acreditei e escolho acreditar de novo todas as vezes".

Ana Beatriz Barros: Isso representa mais que um simples jogo! Representa a vitória da competência sobre a malandragem! Serve de exemplo para a geração de crianças que saberão que para vencer na vida tem que estudar, ralar, treinar! Acabar com esta historia de jeitinho brasileiro, que ganha jogo com gingado, ganha dinheiro sem ser suado, vira presidente sem ter estudado! O grande legado desta Copa é o exemplo para as gerações do futuro! Que um país é feito por uma população honesta, trabalhadora e não por uma população transformada em parasita por um governo que nos ensina a receber o alimento na boca e não lutar por para obtê-lo ! A Alemanha ganha com maestria e merecimento, que sirva de lição! Pátria amada Brasil tem que ser amada todos os dias, no nosso trabalho, nos nossos estudos e na nossa honestidade!!! Amar a pátria e um jogo de futebol e, no outro dia, roubar o país num ato de corrupção, seja ele qual for - furando uma fila, sonegando impostos, matando, roubando... Que amor à pátria é este??? Chega!!!! O Brasil cansou de ser traído pelo seu próprio povo!!!! Que sirva de lição, que nos agingantemos para construirmos um país melhor! Educar nossos filhos para uma geração de vergonha! Uma verdadeira nação que se orgulha de seu povo e não só de seu futebol! #porumbrasilmelhor

Marcos Mion: O silêncio foi ensurdecedor. Mas quer saber de uma coisa? Não foi a primeira e está longe de ser a última vez que isso acontece no mundo dos Esportes. Esporte não é ganhar. Não é perder. O esporte é a forma do ser humano materializar a busca pela perfeição, pela superaçao pessoal e, consequentemente, sobreposição sobre os demais. Ou seja, o esporte é um processo continuo de vitórias e derrotas. O atleta profissional gosta de ganhar, mas todos que já praticamos algum esporte em nível competitivo, sabemos que a competição nada mais é do que o confronto entre o ser humano e suas limitações, ou seja, apesar de buscar sempre a vitória, ela só existe no momento que ocorre uma derrota. E essa balança é inevitavel e constante. No UFC a primeira frase que ouvimos de um profissional derrotado é: "hoje meu adversário foi melhor". E foi isso que aconteceu no jogo BRA x GER. Só isso! Doeu? Sim. Causou tristeza, revolta, indignação? Sim. Mas qual derrota, em qualquer instância, não causa?! Apesar de ficar com o coração partido pelas crianças - as minhas incluídas - fico feliz com a lição de vida que tiveram. A evolução e o aprendizado estão na derrota. Aplaudi de pé nossa seleção!! Eles foram convocados e ninguém negou entrar em campo. Ninguém fugiu da responsabilidade. Mesmo com vaias e centenas de piadas, muito boas por sinal, rolando pelo whatsapp que com certeza desestruturam qualquer um! Tenho certeza que esses moleques ainda nos trarão muitas alegrias. O que eu não entendo são as pessoas "aposentando" a camiseta da seleção dando a sensação que o patriotismo tem época. Pessoas guardando suas bandeiras, geral tirando o verde e amarelo que tá espalhado por todos os lados... Isso sim é uma derrota. Esse orgulho de ser brasileiro poderia estar presente em nossas vidas independente de uma classificação de semifinal. Esse senso de vitória e patriotismo tem que estar com a gente nas próximas eleições. #VidaSegue.

Antonio Calloni: Perdi, ganhei, errei feio, acertei bonito, tive apagão, esqueci o texto, ganhei prêmios... Tenho 52, sei muito pouco, mas compreendi que vida é movimento. E ela nunca para. A vida sempre vence, meus nobres, não tem jeito... A lógica misteriosa da vida me assusta, me estimula e me diverte adoidado. Temos muito que fazer pelo nosso Brasil. Com fé, alegria, inteligência e trabalho! Fiquemos ATENTOS! E pra você que não é brasileiro e quer tirar uma onda, sssssshhhh, fica quietinho. Ainda somos os únicos pentacampeões do mundo! BOM DIA!

Lívia Andrade: É... Não deu! Fizemos a nossa parte torcendo, gritando, chorando e vestindo as cores do Brasil. "Se chorei ou se sorri o importante é que emoções eu vivi" (risos). #MomentoHistorico #EuEstavaLá #FazerOque #UhAceita

Fonte: EGO