Revista divulga foto aperitivo de ensaio nu da furacão da CPI, Denise Leitão, algemada

Revista divulga foto aperitivo de ensaio nu da furacão da CPI, Denise Leitão, algemada

Denise aparece algemada e com roupas pretas de couro.

A revista "Veja", da Editora Abril, publicou, em sua edição desta semana, uma das fotos do ensaio que a advogada Denise Leitão Rocha, ex-assessora parlamentar do Senado, fez para a revista "Playboy", da mesma editora. Ela será capa da edição de setembro da publicação.

Na foto publicada neste sábado (25), Denise aparece algemada e com roupas pretas de couro. Na quinta-feira (23), uma imagem da advogada de roupão, se preparando para o ensaio, já havia sido divulgada.

Denise foi exonerada do cargo de assessora parlamentar no Senado após a divulgação de um vídeo em que aparece em cenas de sexo. No início deste mês, logo após ter sido exonerada, ela disse que havia recusado convite para posar nua.



Segundo a advogada, o ensaio fotográfico foi feito em São Paulo. Ela não quis comentar o valor que recebeu pelas fotos, mas disse que estava precisando do dinheiro. "?Eu fiz por necessidade. Tenho de pagar advogados, peritos, pagar minhas contas", afirmou.

O vídeo em que a ex-assessora aparece em cenas de sexo vazou na internet e chegou a aparecer nas telas de notebooks de parlamentares durante uma das sessões da CPI do Cachoeira ? Denise Rocha era assessora do senador Ciro Nogueira (PP-PI), membro da comissão.

"O ensaio teve relação com a CPI. Eles [parlamentares] ficaram vendo meu vídeo na CPI. Pelo menos agora eles vão me ver de uma forma mais bonita. E espero que seja fora das dependências do Senado. Lá [Senado], eles estão para trabalhar?, disse Denise Rocha.

Ela foi exonerada do cargo no gabinete do senador Ciro Nogueira no começo deste mês. Desde então, afirma, está desempregada.

"O dinheiro [da revista] não paga meu estresse. Eu não vou desistir de provar judicialmente toda a injustiça que fizeram comigo", afirmou.

A advogada deu queixa na Delegacia da Mulher, e a Polícia Civil do Distrito Federal investiga quem foi o autor do vazamento do vídeo. Segundo a polícia, o homem que aparece com ela nas imagens foi ouvido e negou ter sido o responsável pelo vazamento.

Fonte: Veja