Robert Pattinson se recusa a falar de traição: "Não estou aqui para vender minha vida pessoal"

O ator preferiu não abrir a boca sobre traição.

A entrevista não chegou a durar 10 minutos, mas o circo estava armado desde cedo em Times Square, no centro nervoso de Manhattan, para a entrevista ao vivo de Robert Pattinson com George Stephanopoulos no programa da TV aberta ?Good Morning América?. Fãs se aglomeraram na entrada do estúdio, aos gritos, com faixas de apoio ao ator, oficialmente promovendo o lançamento de ?Cosmópolis?, o novo filme de David Cronenber (?A Mosca?), baseado no livro de DonDeLillo.



Famoso por ter sido, aos 31 anos, diretor de comunicação da vitoriosa campanha presidencial de Bill Clinton em 1992, Stephanopoulos parecia pouco à vontade para conversar com Pattinson sobre o que todos queriam saber: como, afinal, ele lidou com a revelação do caso de sua então namorada e co-protagonista da franquia ?Crepúsculo?, Kristen Stewart, com Rupert Sanders, que a dirigiu em ?Branca de Neve e o Caçador?, e é casado com a atriz Liberty Ross, cujo papel no filme é o da mãe da personagem de Stewart.

O bate-papo começou com Stephanopoulos oferecendo ao ator um pacote de seu cereal favorito, em uma conexão com os potes de sorvetes oferecidos por Jon Stewart na noite de segunda-feira (13), na entrevista gravada para o ?Daily Show?. ?Obrigado. Vou comer a caixa inteira?, disse o ator. O jornalista disse que se impressionou com a declaração de Pattinson à revista ?Time? de que ?o mundo seria um lugar melhor se as pessoas se interessassem pela vida pessoal dos banqueiros, de quem de fato têm poder, e não de celebridades do mundo artístico?. Em ?Cosmópolis?, Pattinson vive um jovem bilionário do mercado financeiro americano. ?Não estou aqui para vender minha vida pessoal. Vou a programas de TV exclusivamente para vender meus filmes?, disse.

O ator ainda arriscou comentar sobre a loucura dos fãs, que o seguem por toda a cidade desde a segunda-feira, quando ele andou no tapete vermelho do Museu de Arte Moderna (MoMA) para a festa de lançamento oficial do filme nos EUA. Junto com os fãs, dezenas de paparazzi. ?Nunca vou me acostumar com isso. Não posso. Se me acostumar, ficarei louco. Em algum momento, você tem um atque de nervos?.

Fonte: UOL