Rumo ao Brasil, Ricky Martin afirma que quer mais filhos

Cantor, que é pai de dois garotos, sonha em aumentar a família.

Falta pouco para os fãs cariocas de Ricky Martin soltarem o ?wepa? característico do cantor porto-riquenho, que se apresenta na sexta-feira (26) em São Paulo e no sábado (27) no Rio de Janeiro. Após seis anos de sua última apresentação no Brasil, o ex-Menudo retorna cheio de gás, com sua homossexualidade assumida e trazendo na bagagem os filhos gêmeos Valentino e Matteo, nascidos de barriga de aluguel, além do companheiro, Carlos.



?Eu me sinto incrível de voltar ao Brasil. Já tem um tempinho a última vez, e é sempre bom encontrar um público que é muito intenso. Pelas redes sociais percebo que os fãs brasileiros estão muito empolgados?, disse Ricky ao jornal O Dia.

O Twitter, aliás, aproxima muito o cantor dos fãs daqui, ?Meus tweets são em inglês, espanhol e português. Os fãs brasileiros corrigem muito os meus erros?, contou.

Na vida pessoal as coisas vão muito bem, obrigado. Ricky namora o operador da Bolsa de Valores Carlos Gonzalez Abella, também porto-riquenho, e pensa em aumentar a prole. ?Minha família é muito recente. Quero ter não uma, mas duas ou talvez três lindas meninas andando pela casa. Normalmente, a menina vira a rainha da casa, então prefiro ter mais que uma?, contou ele à publicação.

Símbolo sexual desde os tempos da boy band Menudos, Ricky continua sendo muito assediado pelas mulheres. ?Eu me sinto ótimo. É lisonjeiro. Acho que rola uma química, é espontâneo. Nunca fiquei constrangido. Todo mundo deveria poder se expressar. No palco, eu sou sensual, erótico, provocativo. Eu desperto emoções. Os fãs homens também são muito honestos e diretos?, destacou.

Ele garantiu na entrevista que a revelação de sua orientação sexual, aliás, foi sua melhor escolha.

?Eu nunca, nunca, nunca me arrependo de nada. Mas, se fosse um dia me arrepender, seria do fato de que eu não disse antes que era gay. A reação do público foi incrivelmente boa e a da mídia, respeitosa?, afirmou.



Fonte: O Fuxico