Secco: ""Não tive medo de fazer cenas de sexo em Bruna Surfistinha""

Secco: ""Não tive medo de fazer cenas de sexo em Bruna Surfistinha""

Na segunda-feira, 17, a atriz passa a dar vida a Natalie Lamour na nova novela da Globo

Garota gostosa que não mede esforços para ficar famosa. Está achando que já viu esse filme com Deborah Secco no papel principal? Pois saiba que não. Na segunda-feira, 17, a atriz passa a dar vida a Natalie Lamour, uma ex-participante de reality show que não sabe vivier longe dos holofotes. A personagem faz parte da história de ?Insensato Coração? ? trama que vai substituir ?Passione?, e de autoria de Gilberto Braga e Ricardo Linhares -, e lembra outro tipo vivido por Deborah, a Darlene, de ?Celebridade?.

?As personagens são diferentes. Darlene buscava a fama e Natalie se acha super famosa. Estou me divertindo muito fazendo a Natalie?, diz.

Mas não é só isso. Deborah também aguarda a estreia o longa ?Bruna Surfistinha?, em fevereiro, no qual vive uma garota de programa. ?Não tive medo de fazer cenas de sexo, não. Essas cenas estão cada vez mais presentes na dramaturgia. Grandes atrizes já fizeram cenas assim, atrizes que admiro. Não há o que temer?, diz. Confira mais.

Qual foi sua reação ao ler a sinopse falando sobre a Natalie?

DEBORAH SECCO: Adorei. Como imaginei estou me divertindo muito fazendo a Natalie.

Que características observou em ex-participantes de reality show que incorporou na sua construção da personagem?

Nada, pois eu não acompanho a vida dos participantes depois que eles deixam a casa. O que é interessante pra mim é a vida no confinamento, lá sim é divertido acompanhar. E a Natalie já saiu do reality há três anos. Isso torna tudo diferente.

Você vai estar no ar ao mesmo tempo em que estiver rolando um BBB. Acha que pode ser comparada a alguma das participantes?

Acho que não, elas estão em fases diferentes. A Natalie já participou de um reality show há três anos.

Que cuidados tomou para que essa construção não esbarrasse em Darlene, que também tinha obsessão pela fama?

As personagens são diferentes. Darlene buscava a fama e Natalie se acha super famosa.

Que tipo de recepção espera do público nas ruas? Acha que ela será adorada pelas armações/trapalhadas que vai cometer ou em algum momento pode ser odiada?

Tomara que ela não seja odiada. Eu espero que o público se divirta e torça muito por ela.

Já há algum tempo você vem mostrando uma forma de dar inveja. Intensificou algum tipo de malhação ou treinamento para viver a personagem?

Faço Pilates há dois anos e adoro. O que mudou foi que há 10 meses acrescentei musculação para as pernas duas vezes por semana

Além de ?Insensato Coração?, tem a expectativa da estreia de ?Bruna Surfistinha?. Como está lidando com ela, já que o filme está para ser lançado já há algum tempo?

Estou super ansiosa. Duas estreias importantes, assim tão próximas... Mas torcendo para que dê certo.

Temeu a reação das pessoas por causa das cenas de sexo?

Não. Essas cenas estão cada vez mais presentes na dramaturgia. Grandes atrizes já fizeram cenas assim, atrizes que admiro. Não há o que temer.

Essas cenas foram as mais difíceis/delicadas de fazer ou elegeria outras?

O filme inteiro foi difícil. É uma personagem complexa, cheia de nuances. A fizemos em diferentes fases filmando em desordem. Acho que isso foi o mais difícil

Essa expectativa em relação às cenas mais ousadas mudou depois da divulgação do trailer?

Acho que depois do trailler as pessoas viram que o mais importante do filme não são essas cenas, e sim, a dramaturgia, a história.

Sente falta de fazer mais cinema?

Sinto. Gosto de cinema, teatro e televisão. Acho que chegou a hora de tentar conciliar todos!

O teatro fica em suspenso nesse período ou vai tentar conciliar algumas apresentações de ?Mais uma vez Amor??

A princípio está suspenso. Ainda não sei quando voltaremos em cartaz.

Como classificaria sua carreira neste momento?

Estou muito feliz. Fazia muito tempo que não conseguia conciliar teatro, cinema, minisséries e novelas.. Acho que isso é tudo que uma atriz pode querer.

Fonte: Ego, www.ego.com.br