Silvio Santos diz que vende todas as suas empresas, menos o SBT

Declaração foi dada durante pronunciamento na sede da emissora, que comemora 30 anos



Funcionários do SBT em São Paulo estão tendo um dia especial nesta sexta (19), quando a emissora completa 30 anos.

Desde cedo, os profissionais recebem brindes e participam de festas. Logo após o almoço, a banda RPM, de Paulo Ricardo, se apresentou no CDT da Anhanguera, centro de estúdios do SBT.

Logo depois, Silvio Santos subiu ao palco e fez um pronunciamento sobre os 30 anos de sua emissora e agradeceu a todos os funcionários que fazem o SBT funcionar. Na sequência, ele chamou os profissionais mais antigos do canal, como Gonçalo Roque, Magrão e Liminha.

Um momento marcante aconteceu quando Silvio Santos falou sobre a crise de seu grupo, que começou quando da descoberta de um rombo financeiro no Banco Panamericano.

No final de janeiro, Silvio vendeu o banco para a BTG Pactual, depois de ter conseguido um aporte no valor de R$ 2,5 bilhões em 2010 para salvar a empresa.

O apresentador garantiu que não possui mais nenhuma dívida junto ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Já hoje, Silvio Santos comentou o que teria dito ao FGC na época do aporte financeiro, tranquilizando os funcionários do SBT: "Eu vou vender o Baú, vou vender a Jequiti, vou vender a Tele Sena, mas vou continuar com a minha grande família que é o SBT".

Ao ouvirem a afirmação do dono da emissora, todos os presentes aplaudiram de maneira emocionada.

Fonte: UOL