Site do Sisu ultrapassa a marca de 1 milhão de inscritos

Sistema apresenta problemas desde que as inscrições foram abertas no domingo

Até as 18h desta terça-feira (18), o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) registrou cerca de 1 milhão de inscritos. O número representa quase um terço do total de candidatos que participaram do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2010: 3,3 milhões de estudantes.

Medicina é disparado o curso mais procurado pelos estudantes inscritos no sistema. Em primeiro lugar está a UFABC (Universidade Federal do ABC) que já recebeu mais de 9.300 inscrições para 1. 500 vagas disponíveis.

Em seguida vem a UFC (Universidade Federal do Ceará), com 8.706 candidatos disputando 300 vagas.UFRJ ( Universidade Federal do Rio de Janeiro) e a UFPel (Universidade Federal de Pelotas aparecem em terceiro e quarto lugar na lista dos mais procurados.

Criado pelo MEC (Ministério da Educação) no ano passado, o Sisu unifica a oferta de vagas em instituições públicas de ensino superior. Nesta edição, são mais de 83mil vagas em 83 escolas.

As inscrições começaram no domingo (16) e foram prorrogadas até quinta-feira (20). Os estudantes relataram problemas de acesso à página de inscrição do Sisu na internet, que estava sobrecarregada em função do grande número de acessos. De acordo com o ministério nesta terça não foram registrados problemas no sistema.

Na segunda-feira (17) à noite, após manutenção dos equipamentos do sistema, os alunos que acessaram o Sisu se depararam com páginas de inscrição de outros candidatos. Mas o MEC negou que tivesse ocorrido ?vazamento de dados? e diz que as informações não puderam ser alteradas por outros estudantes nesse período.

Processos

A DPU (Defensoria Pública da União) e o MPF (Ministério Público Federal ), ambos os órgãos no Ceará, entraram na Justiça contra o Sisu .

Os órgãos pedem que a divulgação dos resultados do processo seletivo sejam suspensos e os candidatos do Enem possam ter acesso ao espelho da folha de resposta das provas e direito a recurso das notas.

Um grupo de estudantes procurou a Defensoria Pública alegando que fez a prova, mas a nota aparece em branco no sistema. A instituição também pede, em caráter liminar, que as inscrições para o Sisu sejam suspensas ou adiadas até que o problema seja resolvido.

De acordo com o MEC, quando o resultado do Enem aparece em branco é porque o candidato não marcou as respostas corretamente ou errou a cor do caderno de questões, ao marcar as soluções no gabarito.

Os candidatos foram alertados ? em programas de TV e outros comunicados ? que, caso as orientações do Enem não fossem seguidas, a nota da prova seria anulada. De acordo com o MEC, há cerca de 10 mil alunos que não marcaram a cor do caderno.

Fonte: R7, www.r7.com