Sofrimento de Helena em "Viver a Vida" provoca críticas

Até Roberto Carlos não estaria gostando de ver sua canção A Mulher que Eu Amo como pano de fundo

Taís Araújo não é a primeira Helena de Manoel Carlos a sofrer. Mas o vale de lágrimas da mocinha de Viver a Vida parece não ter fim. Em novela que trata de superação, por enquanto, ela só tem se deparado com um problema atrás do outro. O filho que espera é motivo de felicidade. O que não significa que isso salvará seu casamento com Marcos (José Mayer).

Em entrevista ao Domingão do Faustão, nesse domingo (22), Taís tentou explicar tanto drama. "A Helena está vivendo muitos sofrimentos e tudo ao mesmo tempo. Ela briga com a Luciana (Alinne Moraes), aí a enteada sofre um acidente. Ela se sente culpada. Depois, descobre que está grávida e, quando conta para o marido, ele diz para ela abortar. No lugar da Helena, eu teria a mesma reação", conta Taís, que torce por uma reviravolta. "Se a Helena entrar em depressão, quem vai ficar deprimida sou eu. Não aguento mais chorar".

O dramalhão tem cansado telespectadores anônimos e - segundo especulações - famosos também. Até Roberto Carlos não estaria gostando de ver sua canção A Mulher que Eu Amo como pano de fundo do chororô de Helena. Telespectadores também reclamam por ver tanto sofrimento. "É normal que a mocinha de folhetim sofra. Mas vê-la chorando por mais de uma semana sem parar enjoa", critica a dentista Luciana Farias. A esteticista Gisele Garcia já é radical. "Sempre gostei das novelas do Manoel Carlos, mas daqui a pouco vou acreditar que estou vendo novela mexicana", ironiza. As opiniões justificam o ibope ainda irregular da novela, que, na semana passada, chegou a amargar 31 pontos, resultado considerado fraco para o horário.

O autor, no entanto, dá indícios de que por um bom tempo o cenário ainda vai ser ruim para Helena, apesar do possível romance com Bruno (Thiago Lacerda). "Ela está destruída com tudo que está acontecendo. Mas, mesmo com todo esse sofrimento, está decidida a ter seu filho e, porque não dizer, a viver a sua vida ainda que longe de Marcos. Até lá, no entanto, muita coisa vai acontecer, inclusive esse possível reencontro com Bruno", insinua o autor, destacando a força da personagem.

Lica Oliveira, a Edite, mãe de Helena, não vê dias melhores para a filha. "Talvez o calvário dela esteja começando. Mas esse filho pode recarregar suas forças. Ainda deve vir a Dora (Giovanna Antonelli), para trazer mais sofrimentos. De qualquer forma, Helena vai pedir colo a Edite. Ela vai respirar melhor na temporada que vai passar na pousada", adianta Lica.

Fonte: Terra, www.terra.com.br