Stefhany canta em boate gay de SP

Ela falou sobre o novo hit, Blush, Blush, uma versão de Hush, Hush, do grupo Pussycat Dolls

Após fazer sucesso na internet com o clipe Absoluta, versão em forró de A Thousand Miles, de Vanessa Carlton, no qual ela aparece dirigindo um carro modelo CrossFox, faz caras e bocas em frente ao espelho e joga o cabelo para os lados, a piauiense de 17 anos agitou a casa noturna The Week, em São Paulo, na noite dessa sexta-feira (13).

Em entrevista exclusiva, ela falou sobre o novo hit, Blush, Blush, uma versão de Hush, Hush, do grupo Pussycat Dolls, feito a ela por um fã que espalhou a letra na internet e promoveu uma campanha pedindo que sua musa a aceitasse. "Gostei muito e vou cantá-la em meu show", disse ela antes de subir ao palco.

A casa, normalmente frequentada pelo público gay, contava com pouco menos de 1000 pessoas, todas ansiosas pela apresentação de Stefhany, que não decepcionou o público e cantou seus hits de sucesso e algumas canções de artistas famosos, como Sinais de Fogo (Preta Gil), Extravasa (Claudia Leitte), Você não vale nada (Calcinha Preta), e Chora, me liga (João Bosco e Vinícius).

Durante o show, que durou cerca de uma hora, Stefhany interagiu com o público, chamando a todos de "absolutos", distribuiu beijos e tocou as mãos das pessoas da plateia. Para finalizar, tirou suas botas e fez um mosh, sendo conduzida pelas mãos dos fãs, que a devolveram para o palco rapidamente.

Veja a entrevista de Stefhany ao Terra:

O que você achou da música Blush, Blush, feita por um fã em sua homenagem?

Gostei muito da música e vou cantá-la em meu show, mas não vou poder gravar no meu CD porque as minhas músicas são todas inéditas e o CD já está quase pronto. Mas eu adorei muito.

No clipe de Absoluta foi usado o carro de um amigo seu. Agora que tem o seu próprio CrossFox, você já colocou o seu CD e dirigiu cantando e jogando o cabelo como você fez no clipe?

Não (risos). Eu morro de vontade de dirigir o carro, mas sempre que eu ando é com o motorista porque eu ainda não tive tempo de tirar minha habilitação. E outra, eu ainda nem tive tempo de colocar o aparelho de som no carro (risos). Então o motorista vai dirigindo e a gente (ela e a mãe, Nety) vai cantando.

Já pensou em fazer uma nova versão da música para homenagear o seu CrossFox?

Ai, eu não sei (risos). Nunca pensei nisso, mas você me deu uma boa ideia. Vamos deixar de surpresa para os fãs.

Quais são as cantoras internacionais que você admira?

Eu admiro várias, mas admiro mais a minha mãe. Das internacionais eu gosto da Madonna, Beyoncé, Britney... várias.

E você pretende fazer alguma versão de músicas destas cantoras?

Olha, como estou com contrato com uma gravadora eu não posso gravar versões, então todas as minhas músicas do CD são inéditas, minhas mesmo. Eu posso até cantar, pegar a letra de um fã ou cantar em um show, mas gravar eu não posso.

Ultimamente, você tem feito inúmeras apresentações. Pensa em fazer uma grande turnê pelo Brasil?

Eu já cantei em vários lugares do Brasil, como Maranhão, Ceará, Pernambuco, Piauí, São Paulo, Minas Gerais, Bahia... Conheço muitos lugares do Brasil e quero conhecer mais, mas quero conhecer o exterior também.

Já pensa em carreira fora do país?

Ah, eu sonho.

Qual o primeiro lugar que você pensa em conhecer e fazer shows?

Nova York, porque eu vejo nos filmes aquelas luzes nas ruas... é tão bonito. Também quero conhecer Paris, porque vi fotos e achei linda!

Fonte: Terra, www.terra.com.br