Temperatura chega a -6,3ºC em cidade gaúcha

Temperaturas negativas nas serras gauchas

Em vários pontos do RS, sábado começou com paisagem diferente.

Massa de ar frio causou queda de temperatura.

Artista plástico aproveitou para trabalhar em Bom Jesus (RS) O frio bate recorde na Região Sul. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura chegou a 6,3ºC negativos neste sábado (24), em Vacaria (RS). Foi o registro mais baixo do ano. Em Porto Alegre, os termômetros marcaram 0ºC.

Veja fotos da regiao













Ainda de acordo com o Inmet, houve geada forte em Santa Catarina (Campos Novos, Lages e São Joaquim) e no Rio Grande do Sul (São Luiz Gonzaga, Cruz Alta, Passo Fundo, Lagoa Vermelha, Bom Jesus, Uruguaiana, Ibirubá, Santa Maria, Caxias do Sul, Cambará do Sul, Santana do Livramento, Campo Bom, Encruzilhada do Sul, Porto Alegre, Teutônia, Bagé, Pelotas e Santa Vitória do Palmar).

E o frio causou cenas inusitadas. Em Itaara (RS), a vegetação ficou coberta pelo gelo. Em Caxias do Sul (RS), a água de um chafariz congelou e os carros ficaram cobertos por uma fina camada de gelo.

Em Bom Jesus (RS), que chegou a registrar 5ºC negativos, o artista plástico Luiz Clovis Finger aproveitou as horas "geladas" para trabalhar, esperando a água congelar e dar forma especial a alguns objetos. O chapéu usado por ele ficou coberto de gelo.

Na sexta-feira (24), os termômetros marcaram 5,8ºC negativos em cidades de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. A queda na temperatura foi provocada por uma massa de ar frio.

Solidariedade

Por causa das baixas temperaturas, o governo do Rio Grande do Sul decidiu reforçar a Campanha do Agasalho. Roupas, cobertores, calçados e alimentos podem ser encaminhados à Central de Doações, no Centro Administrativo do Estado, na Avenida Borges de Medeiros, 1501. Os telefones são (51) 3212-4678 e 3212-2675. Os produtos também podem ser levados ao Palácio Piratini, na Praça da Matriz e em agências do Banrisul.

No fim de semana, há postos de recolhimento em redes de supermercados e farmácias, além das unidades do Corpo de Bombeiros.

A Defesa Civil orienta agricultores a tomarem medidas preventivas para reduzir os prejuízos em caso de geada e recomenda atenção aos moradores de rua.

Fonte: AE