Teresina ganha primeira orquestra Sanfônica localizada no Teatro do Boi

Teresina ganha primeira orquestra Sanfônica localizada no Teatro do Boi

Será lançada oficialmente hoje a Orquestra Sanfônica de Teresina “Seu Dominguinhos”, no Teatro do Boi

A sanfona é um instrumento musical bastante conhecido no Nordeste. O som produzido por ela atravessa terreiros, salões, multidões e através do forró se populariza trazendo alegria por onde passa.

Essa mesma alegria é o que faz com que crianças, jovens e adultos se rendam à melodia que sai dela. Pensando em torná-la cada vez mais popular é que as orquestras sanfônicas estão se expandindo pelo país.

Em Teresina, um grupo de músicos prepara-se para levar o som aos quatro cantos da capital, numa iniciativa da Prefeitura de Teresina, através da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, que irá estrear em grande estilo na cidade.

A Orquestra Sanfônica de Teresina ?Seu Dominguinhos? será lançada oficialmente hoje, ao meio-dia, no Teatro do Boi.

São 20 sanfoneiros, além dos músicos de apoio que tocam contrabaixo, zabumba, pandeiro e triângulo. A coordenação é do também sanfoneiro Luiz Gomes do Nascimento, mais conhecido como ?Peninha?.

Ele, que é um dos incentivadores da sanfona, realiza um encontro semanal com amantes do instrumentos e busca o resgate do autêntico forró pé de serra, sendo um dos admiradores de Luiz Gonzaga.

Segundo ele, a orquestra é um resgate e valoriza o sanfoneiro, um músico que representa bem as raízes nordestinas.

Nesta época de festa de São João, a figura do sanfoneiro é bem mais procurada, mas nos outros meses do ano, ele fica, na maioria das vezes, sem trabalho.

O maestro Ivan Silva é que rege a orquestra. Ele, que é professor da Escola de Música de Teresina ministrando aulas de teclado e sanfona, tem observado a importância de disseminar a música entre os jovens e instrumentos mais populares podem ter uma resposta bem mais positiva entre eles.

?A sanfona é mais popular e essa foi uma das coisas que foram observada pelo presidente da Fundação, Lázaro do Piauí, quando pensou em criar a orquestra.

É exatamente atingir o jovem?, comenta, lembrando que é muito mais fácil conseguir sensibilizar o jovem para fazer parte da orquestra sanfônica, em razão do forró estar mais presente no seu cotidiano. Já trazer o jovem para a música erudita, não é que seja mais complicado, mas na sua opinião, pode levar mais tempo. A resposta não será tão rápida.

Orquestra-escola vai atrair jovens



De acordo com o maestro, a formação atual da orquestra não é definitiva. Ela está na verdade sendo trabalhada. "A proposta é poder, no futuro, transformá-la numa orquestra-escola que vem a atrair os jovens.

"De início, os ensaios estão acontecendo no Palácio da Música, mas não sei dizer como será daqui pra frente, porque está sendo ainda pensado o projeto da escola".

O nome da orquestra é uma homenagem ao músico Dominguinhos, referência nacional no gênero. Os ensaios começaram há cerca de dois meses e são realizados duas vezes por semana, na segunda-feira e na quarta-feira, no Palácio da Música.

Na formação de estreia, músicos de Teresina e de algumas cidades do interior, como Campo Maior e União. A orquestra conta com sanfoneiros bem jovens, como o pequeno Isac do Acordeon, com apenas 10 anos e veteranos como Francisco Alves, com 63 anos, um dos mais velhos da orquestra.

O repertório será bem variado com composições nordestinas e outras nacionais, sempre procurando resgatar o regionalismo e dando uma identidade ao trabalho dos músicos.

Se depender da disposição do grupo, Teresina terá um São João para lá de animado. "Estamos há dois meses ensaiando para fazer a primeira apresentação".

Fonte: Liliane Pedrosa