Turistas cancelam 40% de reservas em pousadas de Angra

Turistas cancelam 40% de reservas em pousadas de Angra

De acordo com a Prefeitura de Angra, o quadro, que já era ruim devido às chuvas

A Prefeitura de Angra dos Reis (RJ) informou nesta segunda-feira que turistas cancelaram 40% das reservas marcadas para a primeira quinzena deste ano em Ilha Grande devido as mortes registradas após deslizamento de terra na praia do Bananal.

Cerca de 30 donos de pousadas da Vila do Abraão estão reunidos na tarde desta segunda-feira com o presidente da Fundação de Turismo de Angra, Marcus Barbosa, para discutir o impacto negativo sofrido pelo turismo e as consequências da diminuição da ocupação nas pousadas da cidade, principalmente na ilha.

De acordo com a Prefeitura de Angra, o quadro, que já era ruim devido às chuvas, piorou com as notícias divulgadas pela imprensa nacional em relação aos deslizamentos ocorridos na praia do Bananal, na Ilha Grande, e no morro da Carioca, no centro da cidade, matando 50 pessoas.

O presidente da Fundação de Turismo de Angra disse que, mesmo com os deslizamentos de terra causados pelas chuvas, "os cruzeiros marítimos continuam a realizar visitas na Vila do Abraão, em Ilha Grande, o tráfego dos catamarãs e das barcas está regular e os turistas desfrutam das praias, seja no continente ou nas ilhas, normalmente".

Mortes

Até as 13h45 de hoje, mais quatro corpos --de um homem, um menino e um casal de adolescentes-- foram encontrados no morro da Carioca e subiu para 21 o número de mortos no local. Na praia do Bananal, na Ilha Grande, 29 corpos de vítimas já foram localizados. Em toda a cidade, 50 mortes foram registradas após deslizamentos de terra.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br