Para os homens: Conheça as 10 dicas para melhorar a vida sexual com a sua mulher

Para os homens: Conheça as 10 dicas para melhorar a vida sexual com a sua mulher

Ter uma boa e positiva conversa é importante

É comum ouvir falar que, após o casamento, o sexo vira raridade para o casal. A culpa recai em inúmeros fatores, desde o estresse, dinheiro, agenda que não coincide, falta de tempo e até os filhos. O site AskMen garante que não é falta de desejo dos homens ou das mulheres, e por isso fez uma lista para os homens ajudarem as mulheres a "entrarem no clima".

Ter uma boa e positiva conversa

Diálogo é essencial. Cruzar um com o outro à noite e perguntar quem deve retirar o lixo, ou se irão estar em casa para jantar no dia seguinte não é bem uma conversa. Carinho não é só físico. Tudo bem que muitas vezes rápidos recados funcionam, mas as mulheres precisam de conversas significativas e, se possível, positivas, sobre sentimentos e pensamentos.

Não quer dizer que você precise concordar com tudo o que elas falam. Mas quando forem falar algo ruim, ou discordarem, sejam razoáveis. Sejam construtivos, não agressivos. E se forem tocar nos pontos fracos, tenham mais cuidado ainda ao falarem o que pensam.

Ajuda em casa

Parece óbvio, mas deve ser lembrado: ajudar nas tarefas domésticas conta pontos com a mulher, além de dar a ela tempo livre para se divertir e, claro, fazer sexo. Arrumar a casa, cozinhar e cuidar dos filhos é cansativo e estressa, o que as faz perder a vontade de um momento íntimo a dois.

Abraços matinais

Pense na sua rotina. Você acorda, levanta, vai escovar os dentes. No máximo dá um beijo na buchecha dela e os dois começam o dia corrido. Não parece muito amável, não é?

Pesquisas indicam que 30 segundos de um bom abraço podem liberar oxitocina, um dos hormônios do prazer. Às vezes leva até menos tempo. Se a mulher se sentir amada pela manhã, maiores são as chances de ela querer amar à noite.

Beije-a como um adolescente

Elas querem mais beijos no relacionamento. O beijo pode ser tão estimulante quanto o sexo em si. Lembra-se de quando você era adolescente? Beijar uma garota podia levar os dois às alturas, era íntimo e excitante - especialmente por não saberem até onde isso iria levar. E é essa sensação que elas querem depois de adultas também. Beije-a como um adolescente que não consegue ficar separado dela.

Toque-as em outras partes do corpo

Para algumas mulheres, serem agarradas por trás enquanto lavam a louça ou ter suas mãos "acidentalmente" por baixo dos seus pijamas na hora de dormir não é excitante, e sim irritante, especialmente se estão cansadas. Nessas horas, é importante o casal estar em sintonia com o corpo todo. Existem outras zonas erógenas além das óbvias. Explore isso.

Dê prazer

Além do prazer emocional, o físico é importante em um relacionamento. E estamos falando de orgasmos verdadeiros, não fingidos. Se faz tempo que ela não consegue atingir o clímax, não é surpresa que não se empolgue ao pensar em sexo. No entanto, quanto mais prazer você der a ela, mais ela vai querer. Acredite.

Seja um bom pai

Ser um "paizão" rende muitos pontos com as mulheres. Elas adoram ver que você está cuidando dos filhos e se divertindo com eles. Isso as lembra das razões de por que quiseram ter filhos com você, e que fizeram a escolha certa. Além do que, isso dará mais tempo para elas cuidarem de si mesmas, se sentirem femininas e, consequentemente, terem vontade de fazer sexo.

Redefina o sexo

É comum comparar sua vida sexual com a de outras pessoas e amigos. Quantas vezes por mês vocês transam? Quanto tempo dura? O ato sexual não é, entretanto, a única forma de se ter intimidade com a parceira. Pare de pensar no sexo em si. Existem outros comportamentos sexuais que podem levá-la ao orgasmo, como um toque, e todos eles contam como sexo.

Celebre a feminilidade, não a maternidade

Após ter filhos é muito fácil a mulher deixar de ser a Luciana para ser "a mãe do Diego e da Ana". O tempo todo pensando nos filhos, cuidando deles, elas se esquecem até de se arrumarem. Elas não se sentem mais "mulheres", são "mães". E é aí que o marido deve ajudá-la. Lembre-as de que, além de mães, claro, elas são também sua parceira, sua mulher, sua amante. Isso é essencial para que elas se sintam femininas e não deixem o desejo de lado.

Diga que a ama

Parece simples, mas não é. Falar "eu te amo" ao desligar o telefone e ouvir um "eu também" pode ser mais automático do que se imagina. Elas se sentirem realmente amadas é muito importante. Diga com sinceridade, olho no olho. Mesmo com brigas e desentendimentos, se o casal puder se reconectar emocionalmente, isso vai refletir também na cama.

Fonte: Terra e Redação