Zezé Di Camargo & Luciano faz duplo com inéditas e modas de viola

Zezé Di Camargo e Luciano lançam o 17º álbum de sua carreira.

Depois de liderar a lista dos CDs sertanejos mais vendidos de 2009 -e de ficar em segundo lugar no ranking geral-, Zezé Di Camargo e Luciano lançam o 17º álbum de sua carreira. "Double Face"" (título em inglês que pode ser traduzido como "duas caras""), o novo trabalho une passado e presente num projeto ambicioso que inclui dois discos bem diferentes. A dupla fará show em Teresina, no dia dos namorados.

Um deles reúne antigas modas caipiras, originalmente lançadas na segunda metade da década de 1980. O outro traz músicas inéditas na linha pop romântico -"Tapa na Cara"", o primeiro single, já é sucesso nas rádios. "É isso que a gente toca lá em Goiás"", diz Zezé.

Por outro lado, a dupla tinha medo de que um disco tão diferenciado pudesse comprometer a receptividade dos fãs. Então, a solução foi dar as "duas caras"" à tapa. "Veio na minha cabeça o formato de um disco de inéditas, que é o que vende e toca em rádio, e desse outro para me realizar musicalmente. Amo os dois, mas o que eu coloco para ouvir no carro é o de modões"", confessa Zezé.

"Fiquei surpreso com a dimensão que o projeto tomou"", diz Luciano. "Conhecendo meu irmão, eu sabia que ele iria lançar algo assim mais cedo ou mais tarde"", completa o caçula.

O repertório do disco de modas remete à época em que Zezé Di Camargo se apresentava sozinho na noite goiana -após a morte de Emival, seu irmão mais velho, e antes de se juntar a Luciano. "Foi como voltar a fazer amor com uma namorada de 20 anos atrás. Só que ela continua linda"", diverte-se Zezé.

Os arranjos -à base de harpa paraguaia, trompete, sanfona e violino, entre outros- ficaram a cargo do lendário maestro espanhol Martinez, que trabalhou com Milionário & José Rico, João Mineiro & Marciano e Chitãozinho & Xororó.

Fonte: Folhapress