1ª luta do TUF tem vitória de time de Belfort com 2 golpes baixos

O início do programa deste domingo mostrou a divisão dos participantes em duas equipes, com participação do chefão do UFC Dana White.

Após explicação didática e escolha dos participantes na semana anterior, o reality show The Ultimate Fighter (TUF) começou para valer neste domingo. Membro da equipe de Vitor Belfort, Godofredo Pepey venceu a primeira luta do programa por decisão dividida em combate contra Wagner Galeto, resultado polêmico devido a dois golpes baixos aplicados pelo ganhador.



O início do programa deste domingo mostrou a divisão dos participantes em duas equipes, com participação do chefão do UFC Dana White. Após tirar a sorte na ?moedinha?, Wanderlei Silva ganhou o direito de iniciar a seleção e escolheu para seu time Rony Jason, Delson ?Pé de Chumbo?, John Macapá, Francisco Massaranduba, Marcos ?Vina? Vinícius, Renée Forte, Wagner Galeto e Leonardo Macarrão.

Já Vitor Belfort, que ficou com o direito de ?casar? a primeira luta de acordo com o sorteio, selecionou para seu time César Mutante, Hugo Wolverine, Daniel Sarafian, Rodrigo Damm, Tiago Bodão, Godofredo Pepey, Sérgio Moraes e Anistávio ?Gasparzinho?.

Último atleta a ser selecionado, Gasparzinho não conseguiu esconder seu desapontamento. Segundo o lutador, Vitor Belfort demonstrou ?com o olhar? que não desejava contar com o atleta em seu time, apesar do astro do UFC ter tentado motivar o participante após a seleção.

Wagner Galeto e Godofredo Pepey (criticado por Wanderlei por seu cabelo estilo Neymar) foram os escolhidos por Belfort para realizarem a primeira luta do reality. Os dois lutadores receberam a visita do campeão dos penas do UFC, José Aldo, antes do combate.

Pepey iniciou a luta tentando levar o confronto para o chão, mas sem sucesso. Mesmo assim foi melhor no primeiro round, quando acertou bons golpes contra o rosto de Galeto, que sofreu para atingir o rival de maior envergadura.

Já o segundo round foi marcado por dois golpes baixos aplicados por Pepey contra a virilha de Galeto, que caiu no chão. Apesar dos protestos de Wanderlei Silva, ambos os ataques irregulares foram considerados não intencionais e nenhum ponto foi descontado. Galeto tentou recuperar a diferença no fim do assalto, mas não foi o suficiente para evitar a derrota.

O resultado foi considerado injusto por Wanderlei e sua equipe, que criticaram os dois golpes baixos aplicados por Pepey. Chateado com o resultado, Galeto não conseguiu segurar as lágrimas e precisou ser consolado por seus colegas de time.

Fonte: UOL