2 a 2: Cuca vibra com "resultadaço" e destaca atuação do "talismã" Luan

Com gol do atacante, time chega ao empate após sair atrás por 2 a 0

Difícil lembrar, na história recente do Atlético-MG, um empate que tenha sido tão comemorado como os 2 a 2 contra o Tijuana, nessa quinta-feira, primeiro jogo das quartas de final da Taça Libertadores. Após sofrer dois gols, o Galo, em um ritmo alucinante no segundo tempo, chegou ao resultado que o coloca em vantagem para decidir a vaga nas semifinais da competição. Mas foi difícil, com luta até o último minuto. Literalmente. Luan, que entrou no lugar de Bernard, marcou o gol de empate aos 46. O técnico Cuca, aliviado com o resultado, disse que o jogador tem se tornado um talismã para o grupo.

- Esse guri está virando um talismã, entrando e virando as histórias. Entrou no clássico, virou o pênalti. Ele está no caminho certo, porque este foi um resultadaço.

Cuca se refere também ao jogo do último domingo, que decidiu o título do Estadual diante do Cruzeiro. Quando a partida estava 2 a 0 para o adversário, e o Galo sob pressão, Luan sofreu pênalti, convertido por Ronaldinho Gaúcho, que deu segurança para o time alvinegro confirmar a conquista. Caso não houvesse a penalidade e a Raposa ainda chegasse ao terceiro gol, o caneco ficaria com o arquirrival.

Do medo à euforia

Cuca confessa: quando o Tijuana fez 2 a 0, ficou com medo de os mexicanos gostarem ainda mais da partida, o que tornaria a missão do jogo da volta, em Belo Horizonte, mais complicada.

- Eles se posicionam, torcida empurrando. O primeiro tempo nosso foi muito ruim. 1 a 0 ficou até de bom tamanho. Começa o segundo, e tem um anúncio do gol, e um minuto depois, tomou. Aí você fica com medo de tomar o 3 a 0, Se tomar, saí da competição. Nosso segundo tempo foi muito bom, foi até melhor que o deles.

Agora, Cuca já vislumbra como será o jogo da volta, no Independência, estádio no qual o Galo não sabe o que é perder desde a reinauguração, em abril de 2012.

- Estamos no caminho certo. Entramos para jogar 14 jogos nessa competição e ser campeão. Agora, faltam cinco. O caldeirão deles foi hoje, o nosso é semana que vem.

Fonte: GloboEsporte