Próximo a Libertadores, Adriano precisa perder 5kg para o ideal

Adriano corre contra o tempo e a balança para voltar a jogar pelo Corinthians


A 15 dias da Libertadores, Imperador precisa perder 5kg para atingir ápice

Adriano corre contra o tempo e a balança para voltar a jogar pelo Corinthians. Há quase um mês em pré-temporada, o Imperador vive uma intensa rotina de treinos, dieta e até uma ?miniconcentração? para entrar em forma e, enfim, justificar sua contratação. Os resultados agradam, mas ainda não são suficientes para colocá-lo em campo. A duas semanas da estreia do Timão na Taça Libertadores, ele ainda está cinco quilos acima de sua condição ideal.

O peso do centroavante é mantido em sigilo absoluto pela comissão técnica. Porém, os números batem com o que o médico do Corinthians revelou no ano passado. Joaquim Grava, responsável pela operação no tendão do pé esquerdo, disse que o jogador estaria pronto para atuar em um bom nível se atingisse 99kg ? na ocasião, estava com 107kg. Com base nisso, o peso dele atualmente seria de 104kg.

Apesar da projeção, Adriano tem grandes chances de atuar antes de chegar à marca. Mesmo com toda a paciência para não relacioná-lo nos primeiros jogos do Campeonato Paulista, o Corinthians também tem pressa. A tendência é de que o Imperador jogue mesmo um pouco acima do peso para ganhar ritmo, eliminando o restante da gordura com o passar das rodadas.

Ninguém no clube se arrisca a cravar uma data para o retorno do centroavante. No entanto, a expectativa cresce conforme a evolução. A meta é de que ele consiga perder até dois quilos por semana. Assim, queimaria quatro até a véspera do clássico contra o São Paulo, em 12 de fevereiro, três dias antes da estreia na Libertadores, frente ao Deportivo Táchira, na Venezuela.

Tite evita falar se pretende utilizá-lo no estadual perto do início do torneio sul-americano e deixa a resposta para o comportamento dele nos treinamentos. O treinador também não confirma se o atacante estará na lista dos 25 inscritos, mas, nos bastidores, poucas pessoas acreditam que ele ficará fora. Na semana passada, o presidente em exercício Roberto de Andrade disse que a relação de atletas será feita pela diretoria e pela comissão.

- Depende da liberação do departamento físico. Gostaria que fosse agora, mas tem todo um trabalho para dar suporte. Nós queremos o melhor para o Adriano. Quero que ele esteja bem para não voltar mais (aos trabalhos à parte). Tomara que isso seja rápido - afirmou Tite.

Adriano preocupou a comissão técnica pela baixa produtividade no amistoso contra o Flamengo, em 15 de janeiro, em Londrina. A gota d?água para tirá-lo dos jogos veio com a falta ao treino que o colocaria como titular diante da Portuguesa, no Pacaembu. Ficou decidido que ele só voltaria quando tivesse condição de suportar, no mínimo, 70 minutos.

"Operação Imperador"

Desde que não compareceu ao coletivo do dia 17, Adriano vem sendo seguido de perto no Timão. Os treinos foram intensificados para que ele pudesse perder peso e fortalecesse a panturrilha da perna esquerda, local bastante afetado pelo longo período de inatividade em 2011.

O Imperador passou a treinar em dois períodos, seja com trabalhos na academia, no gramado ou na fisioterapia. Para evitar excessos fora do clube, o Corinthians orientou o jogador a ficar no CT Joaquim Grava entre as atividades. Em boa parte dos dias, mesmo com todos os outros jogadores liberados, ele almoça (seguindo orientação nutricional) e descansa no hotel que serve como concentração para o grupo.

Manter Adriano por mais tempo sob seus olhares é a estratégia do Corinthians para impedir deslizes. O clube teme que abusos alimentares ou com o álcool possam comprometer toda a recuperação. Não há proibições, mas as refeições feitas no clube são reforçadas para que ele não sinta fome em excesso no período que estiver em casa.

Adriano tem contrato com o Corinthians até o fim de junho e precisa de uma série de atuações destacadas para convencer a diretoria a renovar seu vínculo. Por enquanto, voltar a jogar já está de bom tamanho. "Depende dele", como diz Tite.

Fonte: GloboEsporte