Adriano faz últimos exames e fica  a uma ligação do Internacional

Adriano faz últimos exames e fica a uma ligação do Internacional

Acompanhado do médico colorado Paulo Rabello, Imperador passa manhã em uma clínica da Zona Sul do Rio e se anima: "Não vejo a hora"

A manhã desta segunda-feira foi decisiva para o futuro de Adriano. O jogador passou três horas em uma clínica da Zona Sul do Rio de Janeiro com o diretor médico do Inter Paulo Rabello, na qual realizou uma série de exames para atestar sua recuperação das duas cirurgias no tendão de Aquiles da perna esquerda. Assim, o acerto com o clube gaúcho está mais próximo.

Adriano não joga desde sua passagem pelo Corinthians, que terminou no início de 2012, durante a disputa da Taça Libertadores e do Campeonato Paulista. Agora, aparentando estar bem fisicamente, o jogador se mostra entusiasmado com o futuro.

- Claro que estou animado. Fiz todos os exames que precisava fazer e agora estou esperando uma ligação para viajar a Porto Alegre. Não vejo a hora - disse Adriano, com um sorriso no rosto, em entrevista.

No Internacional, Adriano vai encontrar dois companheiros da conquista do título brasileiro de 2009, quando defendia o Flamengo. Aírton e Willians, principalmente, com quem tinha uma relação muito próxima.

- Ele (Willians) vai ver só quando eu chegar lá - brincou Adriano, que deixou o local correndo mostrando que o tendão não parece ser problema.

Caso seja aprovado, Adriano assinará um contrato de risco com o clube gaúcho por seis meses. O Inter colocou cláusulas que o protegem de qualquer deslize. Apesar de disposta a dar uma oportunidade, a direção não tolerará problemas extracampo do Imperador.

O centroavante não atua desde o dia 4 de março de 2012, quando defendeu o Corinthians na derrota por 1 a 0 para o Santos. Se o tendão não apresentar resquício algum, o Imperador defenderá seu oitavo clube. Revelado pelo Flamengo - time em que teve mais duas passagens, a última sem atuar -, vestiu as camisas de Inter de Milão, Fiorentina, Parma, São Paulo, Roma e Corinthians.

Fonte: GloboEsporte