Adriano treina em dois períodos e quer voltar aos campos em um mês

Adriano treina em dois períodos e quer voltar aos campos em um mês

Atacante espera estar pronto para jogar em um mês, mas clube prefere não estabelecer uma data

Começou a corrida contra o tempo. Apresentado nesta quarta-feira como novo camisa 10 do Flamengo, Adriano precisa se esforçar para estar em campo o mais rápido possível. A intenção do atacante é ficar pronto e à disposição do técnico Dorival Júnior em um mês, no fim de setembro. O primeiro dia do retorno do Imperador foi de treino em dois períodos no Ninho do Urubu. Num primeiro momento, segundo o fisiologista Claudio Pavanelli, serão feitos exercícios de fortalecimento muscular e cardiovasculares.

- Nosso objetivo é fazer um trabalho de segurança, de prevenção da musculatura, deixá-la mais ativa, proteger a articulação e o próprio músculo. Ele está há um bom tempo parado. Se contarmos o tempo do Corinthians, é quase um ano. Não podemos nos precipitar. Montamos um programação que acompanha os horários do grupo. E também sessões em dois períodos. Essa semana ele vai treinar como atleta normal. Não serão dois períodos todos os dias, mas quase sempre em dois períodos ? explicou Pavanelli.

Há pouco mais de um mês, em 19 de julho, Adriano decidiu seguir a recuperação por conta própria e parou de ir ao CT. Sentia-se vigiado pela imprensa, que noticiava as faltas. Naquele momento, já realizava alguns exercícios leves com bola. Agora, o ritmo de trabalho será de pré-temporada.

- Começamos os treinamentos e avalições de aptidão física. Hoje (quarta) ele fez fortalecimento, avaliação cardiovascular, equilíbrio muscular, força. É um trabalho normal, como se fosse uma pré-temporada. A nossa preocupação maior é ver quanto ele deixou de evoluir depois que interrompeu os treinos no clube. Foi uma lacuna de praticamente um mês nessa ida e vinda. Agora vamos dar continuidade ao trabalho.

Durante a apresentação, o Imperador falou sobre a possibilidade de estrear em 26 de setembro, contra o Atlético-MG, em Volta Redonda, em jogo adiado da 14ª rodada do Brasileirão. De acordo com Pavanelli, no entanto, ainda não há como precisar uma data.

- A gente não tem tempo. Claro que todo mundo quer vê-lo o mais rápido possível jogando. Esse é objetivo de todo mundo, inclusive o dele. Ele quer estar pronto rápido. Nosso objetivo também é esse, só que temos uma preocupação de segurança, de saber se ele tem condições de executar todas as tarefas.

As avaliações são gradativas. Os treinos vão evoluindo. Será feita uma rotina de avalições para adequar cada fase. Dizer algo agora sobre ir treinar no campo seria falar em números mágicos. Estaria jogando números e datas que provavelmente poderia até acertar, mas não é bem assim. Posso levá-lo amanhã para o campo para dar uma caminhada. A gente vai gradativamente evoluindo. O organismo vai pedindo, às vezes precisa de mais espaço para dar continuidade.

O grupo rubro-negro volta a treinar às 9h30m desta quinta-feira, no Ninho. Adriano ainda não tem previsão de atividades com os companheiros. Ele terá de fazer trabalhos na areia, por exemplo.

Fonte: GloboEsporte.com