Anderson Silva diz que lutaria mais 10 anos e não pensa em cinturão

Anderson Silva não esconde a ansiedade de retornar a lutar no país

No próximo sábado, o ex-campeão dos pesos-médios do UFC Anderson Silva subirá no octógono montado na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo UFC 198. O lutador vai encarar o jamaicano Uriah Hall, que é seu fã declarado. Aos 41 anos, Spider afirma que se sente bem e que nem pensa em aposentadoria tão cedo. O brasileiro disse que gostaria de lutar "por mais dez anos”.

– Derrota e vitória andam lado a lado. O problema das pessoas é não aceitar que elas sejam passíveis de erro. A vida é assim, feita de acertos e erros. E acho que tive na minha carreira mais acertos. Eu continuaria lutando por mais uns dez anos, sabia? – disse.

Sem o cinturão do UFC desde 2013, quando perdeu para o norte-americano Chris Weidman, que agora também é ex-campeão dos médios, Spider garantiu que não pensa em disputar o título novamente.

Anderson Silva não esconde a ansiedade de retornar a lutar no Brasil e principalmente em Curitiba, onde passou a infância e começou a trilhar o caminho no MMA. A última luta de Spider no país foi em 2012, no UFC 153, no Rio de Janeiro, quando encarou e nocauteou Stephan Bonnar.

Image title


Fonte: Com informações do Jornal Extra