Anderson Silva vê luta com Bonnar no UFC Rio 3 como "Histórica"

Anderson Silva vê luta com Bonnar no UFC Rio 3 como "Histórica"

Segundo ele, o duelo contra o americano Stephan Bonnar, no UFC Rio 3, vai ficar marcada "para sempre" e deve alavancar a carreira dos dois

O cartel de Anderson Silva no MMA é extenso. Em 15 anos de carreira na modalidade, o Spider acumula 36 lutas, com 32 vitórias e só quatro derrotas. Mas uma de suas lutas mais históricas ainda está por vir. Segundo ele, o duelo contra o americano Stephan Bonnar, no UFC Rio 3, vai ficar marcada "para sempre" e deve alavancar a carreira dos dois.

"Acredito que esta é uma luta que vai entrar no meu currículo como uma das lutas mais históricas do MMA e da minha carreira. Fiquei muito feliz de ele aceitar a luta nas mesmas condições que eu, sem muito tempo para treinar. Essa luta deve alavancar a minha carreira e a do Stephan Bonnar também. Um dia as pessoas vão ligar a televisão e vão ver um campeão do UFC lutando com um cara que tem muita história no UFC", afirmou o brasileiro, em conferência realizada nesta quinta-feira.

Detentor do cinturão dos médios do UFC desde 2006, Anderson já protagonizou outras lutas históricas ao longo de sua carreira. A mais recente, quando cedeu a revanche para o falastrão Chael Sonnen, em seu último combate, no dia 7 de julho deste ano.


Anderson vê luta com Bonnar no UFC Rio 3 como uma das principais da carreira:

Agora, para ajudar a "salvar" o UFC Rio 3, que perdeu o combate de Vitor Belfort e Alan Belcher, já que o brasileiro migrou para a luta principal do UFC 152, contra Jon Jones, e também José Aldo x Frank Edgar, por lesão do brasileiro.

Com o pouco tempo de preparação, porém, a alternativa que o UFC encontrou foi colocar Anderson Silva para lutar entre os meio pesados, contra Bonnar. Aos 35 anos, o americano tem um cartel de 22 lutas, com 15 vitórias e sete derrotas.

E apesar de todo o favoritismo do Spider, que estará ao lado da torcida brasileira na HSBC Arena, Stephan Bonnar pode surpreender. Esta, inclusive, é a opinião de Dana White, presidente da organização. Em entrevistas ao site americano Espn.com, Dana disse que Bonnar é um rival perigoso para o Spider.

O meio-pesado, aliás, está bastante motivado para o confronto que ele diz ser o mais especial de sua carreira. Na conferência, o lutador mostrou-se ainda mais motivado pois, segundo ele, tem recebido muitas mensagens no Twitter o "menosprezando" para o combate contra Anderson.

"Uma chance de lutar com o melhor lutador peso por peso do mundo num lugar como o Brasil é uma loucura. Eu me sinto num filme. Eu fiz campanha por grandes lutas, mas não as recebia", comemorou.

Fonte: UOL