Ex-Timão André Santos diz que não se negou a parar em blitz

Ex-Timão André Santos diz que não se negou a parar em blitz

O jogador do Arsenal confirmou que excedeu a velocidade permitida na rodovia, mas disse que não se negou a parar em uma blitz da polícia inglesa

O lateral-esquerdo André Santos divulgou uma nota nesta quarta-feira dando a sua versão sobre o incidente ocorrido na última semana, quando foi detido por dirigir em alta velocidade na Inglaterra. O jogador do Arsenal confirmou que excedeu a velocidade permitida na rodovia, mas disse que não se negou a parar em uma blitz da polícia inglesa.

?Realmente eu ultrapassei um pouco o limite de velocidade pelo fato de estar um pouco atrasado para o treino. Assim que eu vi a polícia eu parei o meu carro. Eles me pediram toda a documentação. Eu respeitando eles, pois sabia que estavam fazendo o trabalho deles, e assim entreguei os documentos que eu tinha. Meu passaporte e minha habilitação. Até porque na Inglaterra eu tenho direito de conduzir com a minha habilitação durante um ano. E ainda não fez um ano que eu estou na aqui Inglaterra. Eles conversaram comigo. Falaram que eu tinha passado um pouco do limite de velocidade. E acabou que eu perdi o treino. Assim que eu cheguei ao treino expliquei tudo ao Arsenal. O Arsenal se colocou totalmente a disposição do caso. E em setembro, na metade do mês eu tenho que me apresentar. Para que eu possa representar todos os meus documentos: Passaporte, visto e a minha habilitação. E também a minha habilitação nova da Inglaterra. Mostrando que eu também posso conduzir aqui na Inglaterra. Isso foi o fato acontecido. Realmente eu passei um pouco do limite de velocidade, mas não foi o que o jornal The Sun divulgou. E realmente aconteceu isso. Ponto final? explicou André Santos.

A polícia britânica confirmou nesta quarta-feira que o jogador André Santos, do Arsenal, foi detido na última sexta-feira por direção perigosa. O brasileiro está solto sob fiança até o final do mês que vem, quando deverá responder pelo crime. Ele corre o risco de ser condenado a dois anos de prisão.

O porta-voz da polícia metropolitana de Londres confirmou: ?Por volta das 9h30 da manhã de sexta-feira, um homem de 29 anos foi detido suspeito de direção perigosa e de ter se recusado a parar para a polícia. O veículo chamou a atenção dos oficiais pela maneira como estava sendo conduzido. O homem foi liberado sob fiança e deverá retornara uma delegacia do norte de Londres em setembro?.

O incidente ocorreu na região de Colney, próximo ao centro de treinamento do clube, na véspera da estreia do Arsenal no Campeonato Inglês contra o Sunderland. André Santos dirigia seu carro, um Maserati GranTurismo de R$ 350 mil, a mais de 200 km/h, segundo fontes ouvidas pelo jornal The Sun.

Fonte: UOL