Antes da estreia no Mundial de Clubes, Barcelona derruba Real Madrid com 3 a 1

Antes da estreia no Mundial de Clubes, Barcelona derruba Real Madrid com 3 a 1

O Real Madrid, no entanto, abriu o placar com 25s de partida.

Antes de viajar para o Japão para a disputa do Mundial de Clubes, o Barcelona derrubou uma sequência de 15 vitórias seguidas do Real Madrid ao derrotar o rival por 3 a 1, no Santiago Bernabéu, pela 16ª do Campeonato Espanhol, neste sábado. Com o êxito, o Barça chega aos mesmos 37 pontos do adversário, mas tem uma partida a menos do que o time de José Mourinho no Nacional.

O Real Madrid abriu o placar com 25s de partida. O goleiro Valdés saiu jogando mal e deu um passe no pé do meia madridista Di Maria. O argentino chutou, a bola sobrou para Özil, que tentou o arremate. No desvio de Busquets, o francês Benzema pegou a sobra de primeira e fuzilou o goleiro rival.

O time da capital espanhola continuou melhor e sufocando a equipe catalã, mas não traduzia sua superioridade em chances claras de gol. A não ser um chute de Cristiano Ronaldo que passou à esquerda de Valdés.

Messi, bem marcado e sumido do jogo, resolveu aparecer aos 29min. Ele arrancou pelo meio da defesa e tocou para Alexis Sánchez. Livre, ele dominou e bateu no canto direito de Casillas. 1 a 1.

Antes, aos seis minutos, o camisa 10 barcelonista havia assustado o arqueiro adversário após roubar a bola de Sérgio Ramos, invadir a área e bater de esquerda. Casillas colocou para escanteio.

Fora estes dois lances, o argentino se notabilizou por receber um amarelo por reclamação e, aos 43min, fazer uma falta em Xabi Alonso no meio de campo. Jogadores e torcedores do Real Madrid fizeram pressão sobre o árbitro Fernández Borbalán para expulsar o melhor do mundo. Porém, o juiz não aplicou o segundo cartão.

Na volta do intervalo, o Barcelona voltou bem melhor do que o rival. Logo aos 8min, após o time catalão trocar passes na entrada da área madridista, Xavi bateu de primeira, a bola desviou em Marcelo, tocou na trave e entrou na meta de Casillas. Virada barcelonista.

A equipe dirigida por Josep Guardiola permaneceu superiror e, aos 20min, marcou o terceiro. Messi conduziu a bola pelo meio de campo e abriu para Daniel Alves. O lateral brasileiro cruzou na cabeça de Fábregas. Livre, ele finalizou sem chances para Casillas.

Mourinho ainda colocou Kaká, Higuáin e Khedira na tentativa de deixar o time mais ofensivo. Porém, nervosa, a equipe de Madri não conseguiu mais produzir jogadas ofensivas e teve sua sequência de 15 vitórias interrompidas.

Fonte: Folha.com