Após super astro da NBA assumir, jogador de futebol revela ser gay

Após super astro da NBA assumir, jogador de futebol revela ser gay

O jogador já foi casado, mas diz que descobriu sua opção há bastante tempo

Após Jason Collins, da NBA, e Robbie Rogers, bi-campeão da MLS com o Columbus Crew e que estava no Leeds, da Inglaterra, agora foi a vez de uma estrela de outro esporte da Terra do Tio Sam assumir a homossexualidade. O jogador de futebol americano Kevin Grayson, campeão universitário por onde passou e promessa da NFL, decidiu tornar pública sua opção sexual nesta semana, em entrevista à emissora local ?CBS?.

O jogador já foi casado, mas diz que descobriu sua opção há bastante tempo. No entanto, preferiu tornar a escolha pública apenas agora, muito por conta do meio que o futebol americano envolve. Mas, sem revelar nomes, ele diz que não é o único.

- É o tipo de coisa em que quando se conhece alguém e descobre algo ?você deve levar para o túmulo? ou alguma coisa do tipo. Você não quer ser o foco dessa forma. Não estou dizendo que é algo negativo, mas quando você tem pessoas apenas fazendo perguntas sobre sua sexualidade e como companheiros de equipe estão reagindo a isso, você tira o foco da pré-temporada. Se você é um atleta, você quer ser um atleta. Você quer ser conhecido por aquilo que você fez na quadra de basquete, campo de futebol, quadra de tênis ou o que quer que seja. Você não quer ser a pessoa que é sempre "o atleta gay" ? afirmou o jovem.

Pelo Twitter, o atleta agradeceu o carinho das pessoas e da emissora de TV que relatou a história dele ao mundo nesta semana.

"Obrigado por todo o amor e apoio, realmente eu aprecio tudo, as palavras não podem expressar o meu sentimento agora. #abençoado. Um agradecimento especial para @ CBS6, verdadeiramente estou feliz pelo que vocês têm feito por mim. Minha família quer agradecer-lhes por fazerem um trabalho incrível com a minha história!", escreveu.

Kevin Grayson ganhou destaque no futebol americano quando atuava no time da Universidade de Richmond Spiders, onde se formou e ajudou a equipe a ganhar o Campeonato nacional em 2008. Ele jogou profissionalmente na Itália no ano passado, onde foi eleito o MVP do Super Bowl da Liga Italiana.

Na base do humor, Collins diz que que há tempos convive com brincadeiras homofóbicas dentro do vestiário, sem se manifestar contra os companheiros. Nem com treinadores...

- Enquanto você estiver no meio do futebol, ninguém está realmente pensando nisso. É um esporte muito masculino. Você tem treinadores que são, eu acho, apenas ingênuos quanto ao fato de que poderiam ter um jogador gay. Algumas vezes eu ri. Pensei que seria engraçado pensar sobre se eu deveria falar ou não isso a esse treinador, o que diriam?

No final de abril, o pivô Jason Collins, sem clube após ter terminado a temporada na NBA pelo Washington Wizards, fez um relato, em primeira pessoa, para a revista americana ?Sports Illustrated? assumindo ser gay e se tornou o primeiro atleta de ligas profissionais dos EUA a assumir a homossexualidade.

Fonte: Extra