Após demissão de Luxa, muros do Fluminense são pichados novamente

Vândalos criticam a diretoria, o presidente Peter Siemsen, o atacante Fred e até mesmo o recém-contratado técnico Dorival Junior, que será apresentado

Já virou rotina. Após a terceira derrota seguida do Fluminense no Campeonato Brasileiro - que aumentou o jejum de vitórias para nove jogos - e a demissão de Vanderlei Luxemburgo, os muros das Laranjeiras foram pichados novamente na madrugada desta terça-feira. Os principais alvos dos vândalos foram a diretoria tricolor, o presidente Peter Siemsen, o capitão Fred, que se recupera de grave lesão na coxa direita e não joga há dois meses, e até mesmo o recém-contratado técnico Dorival Junior, que será apresentado nesta terça-feira e já vai comandar o treino da tarde.

A ação aconteceu por volta de uma da manhã e foi a quarta apenas na temporada 2013 (quinta desde 2011). Frases como "Fred marqueteiro", "Diretoria de m...", "Técnico de 2ª" e "#Peter+Nunca" - em alusão ao slogan #Peter+3 que marca a campanha do atual presidente à reeleição - ilustraram o protesto nos muros do clube.

A primeira pichação aconteceu no meio de 2011, após a derrota por 2 a 1 para o Grêmio, no Olímpico, pelo primeiro turno do Brasileirão. O Fluminense acabou se recuperando e terminou a competição na terceira posição. Mas nem mesmo a conquista do tetracampeonato nacional amenizou a perseguição ao então técnico Abel Braga. Em 2013, após a eliminação para o Olimpia nas quartas de final da Libertadores, novas pichações pediram a saída de treinador.

O ato voltou a se repetir em julho, pouco antes da demissão do treinador. Quando o Fluminense perdeu para o Internacional por 3 a 2 e completou três derrotas seguidas no Brasileirão, o muro amanheceu pintado com as frases "Fora, Abel", "Zaga para seis anos?" e "0 a 0 melhor do que 2 a 1?". A última pichação havia sido há menos de um mês. No início de outubro, frases como "Planejamento zero" e "Fora Edinho, zaga de m..." foram usadas pelos torcedores para reclamar do atual momento da equipe.

Sem vencer há nove jogos, o Fluminense aposta no técnico Dorival Junior para escapar da Série B. Com 36 pontos e ocupando a 18ª posição no Campeonato Brasileiro, o Tricolor volta a campo na próxima quinta-feira para enfrentar o lanterna e já rebaixado Náutico, às 21h (de Brasília), no Maracanã, pela 34º rodada da competição nacional. A partida vai marcar a estreia do treinador.


Após demissão de Luxa, muros do Fluminense são pichados novamente

Após demissão de Luxa, muros do Fluminense são pichados novamente

Fonte: GloboEsporte